O empresário Eike Batista foi preso nesta manhã de segunda-feira, após desembarcar de seu voo de Nova York para o Rio de Janeiro no aeroporto do Galeão. O empresário surgiu com seu cabelo totalmente raspado durante a transição do presídio Ary Franco, até ser encaminhado para a Penitenciária Bandeira Stampa, em Bangu.

#Eike Batista é impossibilitado de se situar no mesmo presídio do ex-governador Sérgio Cabral e outros detentos da operação Lava Jato, o motivo é a falta de ensino superior do ex-bilionário.

Segundo colaboradores do Serviço de Operações Especiais de Secretaria de Administração Penitenciária, mais conhecido como SEAP, a cadeia onde Eike Batista irá ficar pode ser designada como pacífica, por conta de não ser dominada por facções criminosas e a maior parte dos detentos serem ex-PM's e outros servidores.

Publicidade
Publicidade

Eike Batista obteve o decreto de #Prisão preventiva após ser identificada a lavagem de dinheiro para o pagamento de US$ 16,5 milhões, aproximadamente R$ 52 milhões de propina ao ex-governador Sérgio Cabral. Os motivos ainda são desconhecidos, mas os principais indícios para o pagamento são as vantagens exclusivas que Eike recebia.

O advogado do empresário comentou sobre o caso enquanto estavam no Ary Franco e confirmou que estão adotando todas as medidas possíveis de defesa. Vale lembrar que a todo o momento Eike se demonstrou efetivo quanto às investigações, afirmou que se manterá aberto para esclarecer e evidenciar o que for preciso para as devidas autoridades. Ainda no aeroporto, Eike disse: "Olha, é aquele negócio, se foram cometidos erros, você tem que pagar pelos erros que você fez".

Publicidade

Eike Batista tem 60 anos e é pai de dois filhos. Escreveu o livro "O X da questão: A trajetória do maior empreendedor do Brasil", sobre sua vida e carreira, já que sempre foi considerado como grande empreendedor, além de consideravelmente, um dos bilionários mais influenciadores do momento. O empresário fez e perdeu maior parte de sua fortuna na exploração de mineração, petróleo, energia e carvão mineral. #Corrupção