O delegado de Saquarema, 124ª DP, no Rio de Janeiro, Leonardo Macharet responsável pela investigação do "Caso #Kaoma", em entrevista nesta quinta-feira (19), contou que a cantora da banda Kaoma, Loalwa Braz, 63 anos foi queimada ainda viva pelos assassinos. Ela foi achada morta e carbonizada dentro de um carro há menos de 1 km de sua pousada na cidade.

Os suspeitos foram presos algumas horas depois do #Crime pela polícia. Após a prisão, identificou-se a participação de um terceiro envolvido ainda foragido. Um dos suspeitos trabalhava com a cantora há três semanas. Wallace de Paula Vieira, de 23 anos, era uma espécie de caseiro na pousada da cantora.

Publicidade
Publicidade

O crime

Segundo a polícia, eles entraram na pousada e agrediram a cantora com um porrete, que foi achado e anexado às provas. Como Loalwa gritava muito, eles a levaram para o carro. Os acusados iriam sair local, mas o carro não funcionou. Eles resolveram, então, finalizar o crime ali mesmo. Também foram apreendidas uma faca e a camisa de um dos autores, encharcada de sangue.

A barbaridade do fato advém dela ter sido queimada ainda viva. "Isso foi cruel", diz o delegado. Um dos autores era caseiro da cantora desde o Réveillon. Contratado para a época de alta temporada, o Verão, ela não pode fazer uma seleção mais rígida já que a mão de obra em Saquarema estava escassa, principalmente essa época, justifica o delegado.

Além de Wallace, o outro homem preso, Gabriel, 21, foi levados ao Complexo de Bangu, onde ficarão à disposição da justiça.

Publicidade

A família já foi acionada para reconhecer o corpo, mas necessitará de auxílio de seu dentista, pois o reconhecimento deve ser conclusivo apenas pela arcada dentária. A família também identificará o que foi levado da cantora, mas estima-se que R$ 15 mil em dinheiro, além de joias e itens pessoais de valor.

Wallace ainda se apresentou como vítima do crime na delegacia, como se tivesse sido roubado. Mas pelo estado de nervos do acusado, a polícia o pressionou e ele confessou o crime. O delegado disse que a polícia está a procura do terceiro suspeito.

O carro da cantora, um Honda Civic, foi queimado a menos de 1 km da pousada.

Vida e carreira

Loalwa foi a cantora do hit "Chorando se Foi", muito tocado na época das lambadas nos anos 1990. Ela se tratava de um câncer, era casada, tinha dois filhos, mas morava sozinha.

A música da cantora foi regravada em várias línguas. Com a banda Kaoma, e depois em carreira solo visitou 116 países. #queimada viva