No início da manhã deste último domingo (15), duas amigas identificadas como Evilyn Machado Vasconcelos de Souza, de 27 anos, e Daniela Dias Santana, de 30 anos, foram encontradas mortas dentro de uma residência na cidade de São Gonçalo dos Campos, na Bahia.

O município se localiza na região metropolitana de Feira de Santana, e a cerca de cem quilômetros de Salvador. O crime chocou os moradores da região, pois se trata de uma pequena localidade que costumava ser bastante tranquila. Os corpos das duas mulheres foram encontrados na Av. Hérlio Cardozo, e tinham ferimentos graves.

Todos os dois cadáveres estavam com marcas de facadas na região cervical, e com sinais de luta.

Publicidade
Publicidade

A polícia investiga o caso e ainda não sabe dizer o que motivou o duplo homicídio. Tudo indica que o assassino era conhecido das duas mulheres, pois a casa onde os cadáveres foram encontrados não tinha sinais de arrombamento, e nem de que tenha sido alvo de um assalto, por exemplo.

Para confirmar essa hipótese ainda existe uma prova colhida pelos peritos da Polícia Civil ao lado de um dos corpos. Trata-se de um bilhete deixado pelo suposto criminoso, nele um pequeno texto em que o assassino pede desculpas à família e diz que teria matado, pois a vítima o devia uma quantia em dinheiro. Foram realizados os exames periciais no local do #Crime que devem ajudar a elucidar a identidade do possível criminoso.

A família procurava pelas duas jovens, que estavam sumidas, depois de comparecerem a uma festa na cidade.

Publicidade

É preciso ainda analisar o bilhete e concluir sobre a veracidade da motivação escrita nele. Para a polícia não existe ainda uma conclusão, e se trabalha com a possibilidade de que o recado tenha sido deixado para confundir o curso das investigações.

A arma branca utilizada para matar as duas ainda não foi localizada, mas investigadores já fazem buscas no entorno da residência. A casa onde os corpos foram encontrados seria de uma das vítimas, Daniela, e a amiga estaria apenas de passagem depois da suposta festa em que as duas teriam ido.

Segundo vizinhos, que deram depoimento na polícia, as duas ainda foram vistas na madrugada do domingo voltando do bloco cultural que participavam no mesmo dia em que a polícia encontrou os corpos das mesmas. Os cadáveres foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML), por se tratar de morte violenta, e devem passar por serviço de necropsia para entender como tudo aconteceu. Familiares e outras testemunhas ainda devem ser ouvidas pela polícia.

#Casos de polícia