Por conta dos vários boatos e textos que circulam nas redes sociais, o Departamento de Trânsito emitiu uma nota desmentindo os boatos.

De acordo com o Denatran (Departamento Nacional de Trânsito), não existe nenhuma cobrança de anuidade para os motorista, relacionadas à CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

Os boatos mentirosos e mensagens que vêm circulando dizem que uma nova lei foi aprovada e que, a partir de 1° de fevereiro de 2017, todos os cidadãos portadores de CNH deverão pagar uma taxa anual, como forma de manter o direito de dirigir. Ainda, de acordo com o texto, os motoristas receberão os boletos em sua residência para a quitação do mesmo.

Publicidade
Publicidade

Caso contrário, sua CNH será cancelada e consequentemente, o motorista ficará proibido de dirigir.

Para o Governo Federal, tudo não passa de um grande #Golpe.

Quais são as taxas para a CNH ?

O Denatran, por meio dessa mesma nota, ainda informou que a única taxa que existe em relação a CNH (Carteira Nacional de Habilitação), é referente à renovação do documento, que ocorre a cada 5 anos para motoristas com idade até 65 anos. Motoristas com idade superior a 65 anos devem renovar a habilitação a cada 3 anos ou em caso de solicitação de 2° via do documento.

Desde o dia 02/01, os novos condutores estão recebendo a nova CNH, que possui mais dados de segurança. As habilitações atualizadas e dentro da validade continuam a valer, não sendo necessária a solicitação de uma nova. As mudanças ocorrerão gradativamente, ou seja, conforme os motoristas forem realizando a renovação (de acordo com o vencimento da habilitação constada em documento) ou em caso de necessidade de alteração nos dados pessoais da CNH.

Publicidade

Mudanças da Carteira Nacional de Habilitação (CNH)

  • Fundo mais amarelado;
  • Papel marca d’água: com microempressões, elementos em relevo;
  • Tinta fluorescente e variação ótica;
  • Tarja preta do topo do documento (no lugar da tarja azulada);
  • Mapa do estado emissor no lado direito da CNH;
  • Brasão da República e mapa do #Brasil, no lado esquerdo;
  • 2 sequências de números de identificação nacional e 1 estadual (Renach).

É importante ressaltar que, apesar das mudanças visuais e de segurança da nova carteira, o processo para obter a CNH continua o mesmo.

A solicitação de 2ª via do documento, por motivo de perda, roubo ou mau estado de conservação, pode ser realizada online, sem sair de casa (por meio de aplicativos oficiais e também pelo portal do #detran) e custa R$ 38,86 da taxa de emissão, com opção de envio pelos Correios (R$ 11,00). O documento é entregue no endereço em que a CNH está cadastrada no prazo de até 7 dias úteis.