Nos últimos dias, o Brasil acompanhou a suposta fuga do empresário Eike Batista para os Estados Unidos. Sobre ele, há a suspeita de crimes de lavagem de dinheiro e corrupção ativa e, por isso, nesta segunda-feira (30), ao desembarcar no Aeroporto do Galeão às 10 horas da manhã, ele foi preso por agentes da Polícia Federal.

A prisão preventiva foi decretada pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Criminal, na operação Eficiência. A prisão do empresário Eike Batista, só foi decretada após delação de dois doleiros, que disseram que o ex-governador Sérgio Cabral recebeu propina do empresário no valor de US$ 16,5 milhões que equivale a R$ 52 milhões.

Publicidade
Publicidade

De volta à antiga Careca

Para a tristeza de Eike, sua vasta cabeleira, que lhe custou uma fortuna para cobrir sua antiga careca, teve que ser raspada. Isso ocorreu após passar por uma longa triagem no presídio Ary Franco, na Zona Norte do Rio.

Uma curiosidade sobre a antiga cabeleira de Eike, é que a manutenção desse tipo de implante é meio trabalhosa. A prótese de cabelo precisa ser retirada e lavada na clínica todo mês, segundo Ricardo Lemos, cirurgião plástico da Associação Brasileira de Cirurgia da Restauração Capilar, e o custo disso, gira em torno de R$ 70 mil.

Levando em consideração o calor que faz em Bangu, bairro do Rio de Janeiro conhecido por ser muito quente e onde está localizado o presídio, o fato de voltar a ser careca servirá como um “refresco” para a cabeça de Eike Batista.

Publicidade

Além de não contar mais com o seu implante caríssimo, Eike Batista também tem outro motivo para se entristecer: ele não tem curso superior.

Devido à falta de curso superior, o empresário não poderá ir para Bangu 8, onde está o antigo parceiro, o ex-governador Sergio Cabral e assim, Eike Batista ficará na Cadeia Pública Bandeira Stampa, conhecida como Bangu 9.

A data de 30 de janeiro entra para a história como um importante marco, pois através de seu desfecho, foi lançado um novo delineado à percepção de vida do povo brasileiro, pois até então, era senso comum dizer que somente pobre ia para a cadeia caso cometesse qualquer delito. Atualmente, a operação Lava Jato tem mostrado que essa ideia já é coisa do passado e que novas páginas na história da justiça do Brasil, ainda serão escritas. #EikeBatista #SérgioCabral #operaçãolavajato