Atualização: O empresário já estava fora do Brasil, quando sua prisão foi decretada. Confira abaixo o artigo editado:



O empresário Eike Batista, considerado por muito tempo o homem mais rico do Brasil, símbolo de prosperidade nacional em 2012, teve sua prisão preventiva decretada pela 7ª Vara Federal Criminal por obstrução dos trabalhos da Justiça. O pedido para expedição da prisão foi feito pelo Ministério Público Federal, pois ao depor em audiência na Procuradoria Geral da República no Rio de Janeiro teria mentido acerca do pagamento de R$ 1 milhão ao escritório de advocacia de Adriana Anselmo, esposa do ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, que está preso no presídio de Bangu.

Publicidade
Publicidade

O megaempresário está sendo investigado na #Operação Eficiência por envolvimento em crimes financeiros e com o esquema de corrupção de Sérgio Cabral, que lesou os cofres públicos do Rio de Janeiro.

A Polícia Federal, ao chegar na residência do ex-magnata, na última terça- feira (24), para dar cumprimento ao mandado judicial de prisão preventiva, foi surpreendida pelo advogado do empresário que informou que Eike estava em viagem fora do Brasil. Imagens de câmeras de segurança do aeroporto registraram o embarque para Nova Iorque e as autoridades brasileiras temem que Eike faça uma rota até a Alemanha.

A mãe de Eike Batista era alemã e, devido a esta descendência, possui cidadania alemã. Caso ingresse naquele país, a Justiça brasileira provavelmente não terá seu pedido de extradição atendido, haja vista que o artigo 16 da Constituição Alemã veda a extradição de seus cidadãos.

Publicidade

"Fuga" da prisão preventiva vira piada nas redes sociais

Foragido há 06 dias, o #ex-bilionário virou assunto na mídia nacional e motivo de edição de diversos memes circulando nas redes sociais, passando para a opinião publica uma sensação de impunidade e suspeita de conivência ou incompetência das autoridades públicas em ter adotado medidas para evitar que o investigado se tornasse um foragido.

Um deles mostra a foto de Eike Batista no pôster do filme “PRENDA-ME SE FOR CAPAZ”, em que o ator Leonardo Di Caprio interpretou um estelionatário norte-americano que ficou famoso nos anos 60 por seus golpes e fugas espetaculares que ludibriaram os agentes do FBI por muitos anos. #cidadania alemã