A "novela" da operação da Polícia Federal que pretende colocar na cadeia diversos envolvidos no esquema de propina envolvendo políticos e empresários está cada vez mais emocionante e trazendo novidades a cada dia. O "figurão" preso dessa vez foi o ex-homem mais rico do Brasil, #eike Batista. Após ser detido no desembarque internacional do Aeroporto Internacional do Galeão, no Rio de Janeiro, ele foi conduzido à cadeia e já está tendo a mesma rotina e procedimento que o ex-governador do estado do Rio de Janeiro, Ségio Cabral (PMDB) passou.

Nesta segunda-feira, dia 30 de janeiro, por volta das 13h30, Eike apareceu do lado de fora do presídio Ary Franco, na Zona Norte da cidade do Rio, sem nenhum cabelo.

Publicidade
Publicidade

O empresário teve que raspar a cabeça e ficar careca para poder ser direcionado à sua nova "casa", o Complexo Penitenciário de Gericinó, localizado no bairro de Bangu, Zona Oeste da Cidade Maravilhosa.

Até o fim de semana, Eike era foragido da polícia brasileira e foi encontrado na cidade de Nova York. Em uma viagem de volta ao Brasil, foi preso no aeroporto do município carioca.

De acordo com informações do site G1, a polícia informou que Eike Batista vai ficar na Cadeia Pública Bandeira Stampa, que é popularmente conhecida como "Bangu 9". A estadia dele nesta #Prisão foi decidida para preservar a segurança do empresário, que está recebendo ameaças de morte até mesmo pela internet, segundo o "Jornal Hoje".

Eike não pode ir para Bangu 8, já que não tem nível superior completo, que é o caso de Sérgio Cabral.

Publicidade

O ex-governador está no local aguardando julgamento e está passando por poucas e boas. Segundo informações do jornal O Globo, ele chegou a parar de tomar banho para não sofrer abusos no local.

As operações Calicute e Eficiência são desdobramentos da Lava Jato, que está investigando, inclusive, o ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Após o vazamento da foto de Eike Batista careca, muitos internautas foram falar mal dele nas redes sociais:

"Bem feito. Agora vai comer o pão que o diabo amassou, carequinha", escreveu uma leitora do jornal.

"Meu deus... eu nem sabia q ele nao tinha cabelo. Tanto dinheiro pra nada...", disse outra pessoa.

E você? O que pensa sobre como combater a impunidade corrupção no Brasil? Comente e compartilhe. Sua opinião é muito importante para a Blasting News Brasil. #Crime