Suspeito de repassar dinheiro para o ex-governador Sérgio Cabral, nos Estados Unidos, Eike Batista está sendo procurado pela Polícia Federal no exterior desde a manhã de quarta feira (25). O empresário é alvo de um dentre outros nove mandados de prisão expedidos pela Justiça Criminal do Rio de Janeiro por conta da operação Eficiência, segunda fase da operação Calicute - um dos braços da operação #Lava Jato.

Eike é acusado de repassar cerca de US$ 18 milhões para Cabral nos Estados Unidos (cerca de R$ 50 milhões). Sergio Cabral (PMDB) foi preso foi preso pela operação Calicute e também estava com mandado pela operação Eficiência.

Publicidade
Publicidade

Na madruga do dia 24, de acordo com o delegado Tacio Muzzi, a Polícia Federal do Rio recebeu informações de que Eike Batista havia viajado para Nova York em um voo da American Airlines. Suspeita-se que o empresário tenha utilizado um passaporte alemão para entrar no país.

A Polícia Federal está em contínuo contato com a Interpol para que se investigue se Eike realmente chegou à cidade de Nova York. O delegado da Interpol disse que, caso Eike não apareça, poderá entrar para a difusão vermelha da Interpol - lista com os nomes das pessoas mais procuradas do mundo.

Como ainda há chances de se apresentar espontaneamente, como declarou à Globo News na manhã do dia 25, ele ainda não pode ser considerado foragido. Por não ter ensino superior, caso o empresário seja preso, seu destino será a prisão carcerária estadual.

Publicidade

Operação

A operação foi deflagrada na manhã de hoje (26), quando agentes não encontraram Eike Batista em sua residência, localizada no Jardim Botânico. Contra Eike também está sendo expedido um mandado de busca e apreensão.

Cabral, seu ex-assessor Carlos Miranda e Wilson Carlos, ex-secretário do governo, também receberam mandados de prisão, mas já estão presos desde novembro do ano passado, devido à operação Calicute. Um novo mandado de prisão foi expedido aos três por aparecerem novos fatos na investigação, como lavagem de ativos em outros países. #Brasil #Política