Nesta quinta-feira, 26, a Record TV exibiu uma ampla reportagem sobre o crime organizado no Brasil e sobre as facções criminosas. Uma delas é o Comando Vermelho (CV), que a emissora afirma até hoje ser comandado por Fernandinho Beira-Mar, preso em uma penitenciária do Norte do Brasil. O Comando Vermelho teria faturamento que supera os R$ 20 milhões. Conversas de Beira-Mar foram expostas pelo programa e mostram que, mesmo dentro da prisão, Fernandinho chegou a negociar uma aeronave avaliada em R$ 3 milhões. O fato não é recente. Um avião chegou, de fato, a ter um planejamento para resgatar o bandido da cadeia.

Uma reportagem da emissora de Edir Macedo conseguiu conversar com o criminoso.

Publicidade
Publicidade

Ele nega comandar o grupo de bandidos cariocas, mas alega não ser santo. Em seguida, Beira-Mar avaliou uma ameaça que envolve todos nós. Segundo ele, os presídios brasileiros são tão precários que acabam virando uma "fábrica de monstros". Isso faz com que os meliantes, ao invés de se recuperarem, acabem, na verdade, piorando ainda mais ao longo do tempo. Ele ainda reclama da rígida segurança em torno dele. Isso porque Beira-Mar fica sozinho em uma cela. No local, ele estuda e aguarda o fim da condenação por diversos crimes, como contrabando. O tal de penas contra ele supera os 300 naos. No entanto, no Brasil, o tempo máximo que uma pessoa pode passar na cadeia são trinta anos.

Apesar de dizer que não comanda mais a facção criminosa, Fernandinho ainda é uma figura importante para os bandidos.

Publicidade

Além disso, o Comando Vermelho continua a aterrorizar milhões de pessoas pelo país. A reportagem produzida pela Record TV aparece em um momento que o país vê aterrorizado as rebeliões nas penitenciárias brasileiras. Desde a virada do ano, muitos motins foram registrados e mais de uma centenas de presos foram mortos. A situação expõe como as autoridades não tem o menor controle sobre os detentos e que os presídios, como disse Beira-Mar, só pioram quem é preso.

Veja abaixo a reportagem feita pela Record TV a respeito de Fernandinho Beira-Mar:

#Crime