Uma postagem do filho do Ministro do STF, Teori Zavascki, que faleceu em um acidente aéreo na última quinta-feira, tem sido destacada por diversos órgãos de imprensa e na internet devido ao seu conteúdo. Datada de maio de #2016, o post diz: “se algo acontecer com alguém da minha família, vocês já sabem onde procurar”, em uma referência clara aos riscos e ameaças que a família vinha sofrendo, por conta do envolvimento do magistrado na Operação Lava Jato.

Francisco Prehn Zavascki, no mesmo post, reafirma suas crenças no Estado e nas instituições, mas ressalta que ninguém deve ser infantil de imaginar que existem diversos movimentos para frear a Lava Jato, que afetou o mais alto escalão do governo e atingiu empreiteiros e políticos de diversos partidos.

Publicidade
Publicidade

A notícia foi reproduzida no Estadão, em junho do mesmo ano.

Revelação reforça teses de que tragédia pode não ter sido acidental

Logo depois da confirmação da queda do avião e da morte do Ministro, rapidamente se espalharam pela internet e também na mídia, várias teorias sobre o acidente, ainda mais porque o modelo do avião em que viajavam os passageiros é considerado um dos mais seguros disponíveis no mercado.

A atuação do magistrado foi enaltecida por políticos e autoridades do país, e trouxe à tona a questão da segurança dos envolvidos na investigação, já que a Operação Lava Jato, da qual Teori era o relator no Supremo, atinge diretamente o interesse de políticos e empresários poderosos. Outros membros da Polícia Federal, Ministério Público e outros órgãos envolvidos nas investigações já declararam publicamente preocupação com sua segurança, e o acidente inesperado com o ministro aumenta ainda mais a sensação de insegurança e temor.

Publicidade

Até que os fatos e circunstâncias do trágico evento sejam apurados e o inquérito oficial seja concluído, ainda haverá muita discussão e controvérsia, tanto na mídia como na internet, e de qualquer forma, sempre irão pairar dúvidas se toda a verdade foi esclarecida em um caso como esse, já que por força de Lei as investigações seguem em segredo e sigilo absolutos. #2017