Umas das maiores apreensões de drogas sintéticas que se teve notícia até hoje em Santa Catarina foi feita no início da noite desta quinta-feira (26). Em uma operação envolvendo viaturas do 4º Batalhão de Polícia Militar de Florianópolis, capital do Estado, no Morro do Mocotó, policiais apreenderam quase 1 milhão de micropontos de LSD - mais precisamente 967.500 micropontos -, um alucinógeno sintético, comercializado principalmente em alguns tipos de festas eletrônicas e consumido por jovens de classes média e alta. De acordo com a PM, o valor médio de venda do microponto gira em torno de R$ 25, totalizando aproximadamente R$ 24 milhões em drogas que foram retiradas das ruas.

Publicidade
Publicidade

Os policiais militares apreenderam ainda 4 quilos de maconha, meio quilo de pasta base de cocaína e dois litros de loló, além de 100 tubos cheios de mesma droga. O loló é um entorpecente liquido a base de clorofórmio e éter. O valor estimado da #apreensão leva em conta apenas o #LSD, sem contar o valor referente à maconha, cocaína e ao loló. Além da droga encontrada, os policiais ainda apreenderam no local uma balança de precisão, um carregador de pistola Glock e munição de fuzil calibre .556.

Local de difícil acesso

Ainda conforme a Polícia Militar, a denúncia recebida era de que a droga estava escondida nos fundos de uma residência na comunidade, o que dificultou o acesso dos policiais e os traficantes conseguiram escapar.

A polícia também informou que não tem conhecimento se o local seria apenas um ponto de venda (popularmente conhecido pelo termo "boca") ou um depósito para a posterior distribuição para outros locais do Estado.

Publicidade

Outras apreensões

Em Santa Catarina já foram desarticuladas outras quadrilhas especializadas em tráfico de entorpecente, principalmente drogas sintéticas, como LSD e ecstasy. Em alguns casos se verificou a participação de integrantes de outros Estados, e em outros até a importação em grande quantidade de países da Europa.

A maioria de pessoas envolvidas com o tráfico de drogas sintéticas é formada por jovens de classe média e classe alta. #Florianopolis