Neste sábado, 21, o time principal da Chapecoense voltou a jogar pela primeira vez após o acidente envolvendo o avião da LaMia, em Medellín, na Colômbia. A equipe disputou um amistoso contra o Palmeiras na Arena Condá, em Santa Catarina. O estádio fica localizado no município de Chapecó e viveu a expectativa de reencontrar os seus grandes heróis. No dia 29 de novembro do ano passado, Neto, Alan Ruschel e Jackson Follmann integravam o grupo que iria disputar a primeira partida da final da Copa Sul-Americana. Infelizmente, o avião, pilotado por Miguel Quiroga, caiu a 38 Km do aeroporto. 71 pessoas faleceram na tragédia. Apenas seis sobreviveram. Os três nomes citados são justamente os jogadores da Chape que tiveram a chance de ter um recomeço.

Lado a lado, os três voltaram ao momento do sonho.

Publicidade
Publicidade

O trio, extremamente emocionado, voltou à casa que um dia pertencera. Ouvindo gritos de 'É campeão', Jackson não se continha. Ele era o mais emocionado dos três. Não era para menos. Dos sobreviventes, o goleiro é o que tem mais sequelas da queda aérea. Ele acabou de receber alta da internação. O atleta amputou uma das pernas, a dez centímetros abaixo do joelho e estava na unidade hospital tratando-se com antibióticos, evitando uma infecção na área amputada. Follmann deixou o hospital e já encontrou uma multidão à sua volta.

De cadeira de roda, ele foi levado ao gramado de Chapecó. Neto, Alan e outros companheiros que não chegaram a fazer a viagem, mas integravam o time, estavam juntos. A taça foi dada na mão do goleiro e ele a levantou. Milhares de pessoas ficaram emocionadas com a cena, que mostra o recomeço.

Publicidade

Até a publicação desta reportagem, quando o jogo estava nos trinta minutos do segundo tempo, a #Chapecoense vencia o Palmeiras por dois a zero. No entanto, mais do que derrotas ou vitórias, o gesto significa o recomeço da vida, que na maioria das vezes não é certinha, mas acaba sendo sempre especial ou significativa.

Veja abaixo o vídeo que mostra os sobreviventes recebendo a taça de campeões da Copa Sul-Americana: