Um assassinato foi registrado na noite de terça-feira (24), no bairro Alto das Neves, na cidade de Itaporanga, na Paraíba (PB). O acusado foi identificado como Gilmar Felipe de Sousa, de 44 anos, natural da cidade de Igaracy (PB). A vítima foi identificada como Awsangêla Alves dos Santos, de 25 anos, que era uma garota de programa. O homem foi preso em flagrante e confessou ser o autor do assassinato para a polícia.

Conforme informações repassadas pelas autoridades, a vítima teria recebido uma quantia de R$ 20 reais do acusado para fazer um programa sexual com ele. Ainda de acordo com a polícia, segundo o acusado, a jovem não teria cumprido com o combinado nem devolvido o dinheiro.

Publicidade
Publicidade

Nervoso, o suspeito pegou uma faca peixeira e a esfaqueou. Em seguida, entrou em seu carro, um Gol de cor cinza e fugiu do local com destino para a cidade de Igaracy.

A Polícia Militar foi acionada por testemunhas, que relataram o ocorrido. Quando os policiais chegaram ao local informado, confirmaram a veracidade dos fatos. O socorro também foi acionado. Quando uma equipe de socorristas chegou ao local, não puderam fazer mais nada, já que a jovem já estava sem os seus sinais vitais. O corpo de Awsangêla foi recolhido e encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML). Após os procedimentos necessários, ficou à disposição dos familiares.

No entanto, com base nas informações repassadas pelas testemunhas, os policiais saíram à procura do acusado pela PB 364, trecho que liga a BR 361 à cidade de Igaracy.

Publicidade

Após algumas horas de ronda, o suspeito foi localizado ao ser abordado pelos policiais militares. O mesmo não ofereceu resistência. Ao ser questionado sobre o caso, ele confessou ser o autor do crime.

Diante da situação, o meliante recebeu voz de prisão. Em seguida, foi encaminhado para a delegacia da cidade de Itaporanga. Já na delegacia, prestou o seu depoimento e logo após foi encaminhado para um presídio da cidade, onde ficará à disposição da Justiça para que sejam tomadas todas as medidas necessárias dentro da lei. #Crime #Investigação Criminal #Casos de polícia