De acordo com informações do telejornal 'Bom Dia Rio', exibido pela Rede Globo de Televisão, um homem invadiu uma das mais tradicionais igrejas católicas do Centro de Niterói, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro. A invasão à igreja de São João Batista aconteceu no sábado, 14, mas somente nesta segunda-feira, 16, acabou sendo revelada graças ao trabalho do noticiário. O #Crime aconteceu à tarde, quando não acontecia nenhum culto. Além de zombar da igreja, o homem decidiu destruir o que via pela frente, em um ato de clara revolta. As imagens sacras da São João Batista foram quebradas.

As imagens após a destruição foram mostradas pelo 'Bom Dia Rio'.

Publicidade
Publicidade

Algumas das imagens tinham mais de um metro de altura, tendo valor comercial, histórico e sentimental. É o segundo grande crime envolvendo destruição de santos católicos no início deste ano. Em São Paulo, uma pastora e um grupo de evangélicos da cidade de Botucatu quebraram a imagem de Nossa Senhora Aparecida À marteladas. A cena foi toda gravada e gerou grande revolta nas redes sociais.

Prisão e confissão

Dessa vez, o suspeito de realizar o crime em Niterói, no Rio, acabou tendo um 'castigo'. Identificado como Yames José Correia, ele admitiu intolerância religiosa. Testemunhas argumentam que o homem acreditava que as imagens tinham algum mal. Após destruir os santos da igreja, ele até tentou fugir, mas não deu tempo. Policiais militares já tinham sido chamados para conter o revoltada rapaz.

Publicidade

Ele então foi pego e levado para uma delegacia, onde permanece preso. Crimes contra outras religiões estão se tornando comuns no Rio de Janeiro. Uma menina chegou a levar uma pedrada após sair de um ritual do Candomblé, no ano passado.

Veja abaixo o vídeo que mostra algumas imagens católicas já destruídas, após a ação do homem intolerante. Na sua opinião, que tipo de pena uma pessoa como essa deveria cumprir? Não esqueça de deixar seu comentário. A sua opinião é sempre muito importante para todos nós e ajuda a criar um diálogo a respeito do tema.

#Religião