Na última quinta-feira (12), uma idosa, Zumira Teresa de Jesus, conhecida como Maria, foi duramente agredida por Eussandro Ferreira Nascimento, no município de Minaçu, Goiás. O agressor teria começado a espancar a idosa depois que a mesma ao passar pela calçada teria esbarrado em sua motocicleta.

Ela estaria andando tranquilamente com o marido, Santana Pereira dos Reis, pelo centro da cidade quando foi abordada pelo dono do veículo que foi extremamente agressivo por um motivo banal. No momento em que discutia com a aposentada ele teria dado vários pontapés e chutes nela, até que ela caísse no chão. A senhora acabou batendo o rosto no asfalto e cortando a região frontal, supercílio e machucando bastante o nariz.

Publicidade
Publicidade

As imagens são revoltantes e mostram o nível de #Violência em que chegamos nos dias atuais. O marido de Zumira, que presenciou a agressão gratuita viu a ação do homem e teria investido com um pedaço de madeira contra ele para tentar defender a mulher que já estava toda machucada. Depois disso o homem fugiu do local.

Os pedestres que passavam ficaram extremamente consternados e uma aglomeração se formou ao redor da aposentada. Várias filmagens foram feitas por celulares e divulgadas nas redes sociais causando a comoção de milhares de pessoas. As gravações ultrapassavam cem mil visualizações e diversas pessoas comentaram repudiando a ação covarde do homem. Assista às cenas terríveis no vídeo a seguir:

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi chamada e socorreu a senhora que estava bastante abalada.

Publicidade

A polícia militar também foi acionada e compareceu ao local, mas já não conseguiu localizar o agressor no momento do ocorrido. No entanto, a Polícia Civil que investiga o caso já conseguiu chegar até o homem que deu seu depoimento na delegacia na última terça-feira (17).

Ainda não foram divulgados os tramites do processo contra ele, mas se condenado Eussandro pode pegar de um a quatro anos de detenção, pelo #Crime de violência física contra o idoso. Dona Zumira foi levada ao hospital e se recupera do trauma psicológico. Ela levou alguns pontos, mas logo após ter alta, fez questão de ir até a delegacia dar seu depoimento. #Casos de polícia