Nesta última terça-feira (10), a jovem Estefanni Ramires, de apenas 19 anos, foi detida pela polícia após uma perseguição ao carro em que estava que teria sido roubado pela mesma. Os agentes identificaram o veículo que tinha sido levado, começaram uma perseguição com o helicóptero do Batalhão de Operações Aéreas da PM ao longo da BR-116, e conseguiram prender a jovem na altura do quilômetro seis. Ela teria sido a responsável pelo roubo de uma caminhonete do modelo Nissan Frontier, no bairro Jardim Cristal, no município de São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba. Qual não foi a surpresa da polícia ao abordar a jovem depois de conseguir parar o carro, é que a mesma começou a brincar com a situação.

Publicidade
Publicidade

Extremamente debochada Estefanni, riu desde o momento em que foi colocada no camburão da viatura. Ao chegar à delegacia a única preocupação que ela tinha é de que não estava maquiada e que sairia mal nas fotos feitas pelos agentes. A jovem não se mostrou arrependida do #Crime que cometeu, e apesar de ter uma ficha criminal limpa para a polícia não é a primeira vez que ela comete os crimes devido à postura apresentada por ela dentro do 22º Batalhão.

Os agentes ainda pesquisam as motivações do roubo, a jovem teria abordado o motorista do veículo sob ameaça e levado a caminhonete. O carro estava estacionado em frente a uma obra, e a vítima teria sido coagida. Ao que tudo indica o veículo contava com um aparelho de GPS e por isso foi localizado pela polícia já na BR quando a perseguição começou por volta das onze horas da manhã.

Publicidade

Foi através dos serviços aéreos que os policiais em terra foram avisados e já se preparavam para prender a jovem que impressiona pela beleza e pelo corpo escultural. Não foram divulgados detalhes do depoimento dado por Estefanni, mas a polícia investiga envolvimento com outros setores do crime, como o tráfico de drogas, por exemplo. A jovem exibia uma vida de regalias nas redes sociais, e não escondia que esbanjava nos gastos, o que chamou a atenção da polícia. Ele segue presa até decisão judicial.

#Investigação Criminal