Uma mulher, de apenas vinte anos, virou assunto nesta quinta-feira, 26, graças à uma reportagem da Record TV. O canal de Edir Macedo produziu uma reportagem que diz que a jovem gostava muito de tirar fotos. No entanto, ela acabou sendo atacada durante o registro, ao lado do pitbull.As fotos foram tiradas minutos antes do ataque do Pit Bull, que tem cinco anos e é chamado de Bidu. Nas imagens, o animal parece inofensivo e está bem próximo do rosto da mulher. Ela não poderia imaginar que sofreria a fúria do cão. "Jamais, se eu soubesse não teria feito", disse a jovem atacada.

"Ele me puxou, começou a me morder. Aí eu entrei em desespero e chamei minha mãe", disse a jovem na entrevista que acabou tendo grande repercussão.

Publicidade
Publicidade

O cachorro pulou em cima da jovem e ela teve ferimentos por todo o corpo. Foram vinte pontos apenas na cabeça, além de ferimentos nos braços e nas pernas. As fotos após o ataque são realmente impressionantes. A dona do Pit Bull ficou realmente muito machucado. Foram os pais da vítima que defenderam a ficha. O pai da garota usou uma escora de madeira e um tijolo para tirar o animal perto dela. O problema foi que uma parte do tijolo bateu no rosto da jovem. Isso fez com que ela desmaiasse, ficando inconsciente.

Os pais da jovem dizem que o fato do tijolo ter atingido a jovem foi apenas um acidente. É bom lembrar que o cão dessa raça, constantemente, aparece no noticiário por atacar pessoas e os donos. O caso acabou fazendo sucesso nas redes sociais, pelo fato da menina querer tirar selfie com o bicho conhecido pelos ataques.

Publicidade

"Gente, o que a pessoa não faz para aparecer no Facebook. Agora vai tirar foto e mostrar que está desfigurada", disse um seguidor.

Veja abaixo um vídeo com uma reportagem da Record TV sobre o caso. Na sua opinião, a dona do Pit Bull não foi hábil o suficiente para fazer o registro com o animal, ou ele é quem estava muito irritado por não aguentar mais fazer selfies? Deixe o seu comentário! A sua opinião é sempre muito importante para todos nós.

#Crime