Um jovem, identificado como Thiago Lima, diz ter provas de que o ataque a facadas ao pastor evangélico Valdemiro Santiago, líder da Igreja Mundial do Reino de Deus, não sofreu o atentado que mexeu com todo o Brasil. De acordo com ele, a prova principal seria fotos recentes. E, uma postagem recente feita pelo Bispo França, um dos representantes da mesma igreja de Santiago, o pastor aparece virado para o lado em que levou o corte no pescoço. Mesmo assim, não dá para ver nenhum machucado. Não é possível ainda visualizar os vinte e cinco pontos que foram efetuados na região.

Veja abaixo uma das fotos usadas pelo jovem e que ele diz ser uma prova de que não houve um ataque ao religioso:

"Queimei meu dedo no forno, uma bolha de 0,5 cm demorou 2 meses pra sumir a cicatriz, esse aí leva facada e ponto no pescoço, e em 5 dias nem sinal tem", diz uma internauta ao comentar a foto que gerou grande polêmica.

Publicidade
Publicidade

Além do atentado, Valdemiro acabou precisando ser resgatado nessa semana pelos bombeiros. O barco dele acabou ficando à deriva. Assim como nas situações anteriores, ele está muito bem. No passado, o pastor sobreviveu ainda a outro naufrágio.

Em tempo: Valdemiro tem o hospital paulista que confirma que deu os vinte e cinco pontos em seu pescoço, após ele levar o corte profundo na região. Além disso, há o vídeo da Igreja Mundial que mostra o pastor evangélico sendo levado pelos seus obreiros de fora do templo onde aconteceu o ataque, no Brás, em São Paulo. Sabendo que a situação levaria polêmicas à mídia, Valdomiro ainda postou uma foto que mostra o seu pescoço no momento em que levou os diversos pontos.

Assista abaixo ao vídeo que mostra as provas da suposta farsa no ataque sofrido pelo apóstolo evangélico.

Publicidade

Na sua opinião, o líder da Igreja Mundial seria capaz realmente de inventar tudo e convencer até médicos de participar da suposta farsa? Não esqueça de deixar o seu comentário. A sua opinião é sempre importante para todos nós e ajuda a construir o diálogo a respeito dos temas.

#Religião