Uma tentativa de assassinato foi registrada na madrugada de domingo (22), na cidade de Vacaria, a cerca de 240 km de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul (RS). A vítima foi identificada como, Stéffani Aparecida Pereira Ribeiro, de 18 anos. O acusado foi identificado como, Michael de Andrade Ribas, de 28 anos, que é esposo da vítima. Para a polícia ele é o principal suspeito de ter ateado fogo na sua esposa, após ela ter se recusado a praticar sexo com ele. A jovem teve 80% do seu corpo queimado. A residência onde o casal morava também foi consumida pelo fogo. O suspeito está foragido.

Segundo informações repassadas pela polícia, o acusado estava em uma festa, e ao retornar para a sua residência na madrugada de domingo, acordou a sua esposa e o mesmo quis manter relações sexuais com ela.

Publicidade
Publicidade

Ainda, de acordo com a polícia, a jovem se recusou, e o acusado, diante da negatividade da esposa, teria ameaçado atear fogo nela. Segundo a polícia, ele pegou gasolina e jogou sobre o corpo da vítima, em seguida, o mesmo ateou fogo. Após cometer o #Crime, ele fugiu tomando rumo ignorado.

Rapidamente, o fogo se alastrou pela residência, onde, além do casal, ainda moravam outras três pessoas, parentes do acusado. Os mesmos tentaram apagar o fogo usando baldes de água, mas não tiveram sucesso. O Corpo de Bombeiros foi acionado para controlar as chamas na casa. A vítima foi socorrida e encaminhada às pressas em estado grave para uma unidade médica da cidade.

Segundo informações, após algumas horas do crime, o acusado deu entrada em um posto de atendimento médico de Vacaria, pois o mesmo também ficou com queimaduras.

Publicidade

Entretanto, ao perceber que uma funcionária estava acionando a polícia, o mesmo saiu do local antes de receber atendimento médico. De acordo com o delegado Flademir, o suspeito é foragido do sistema penitenciário da cidade, ele foi liberado para procurar emprego e nunca mais voltou para o Instituto Penal de Passo Fundo, onde cumpria a sua pena em regime semiaberto.

Ainda, de acordo com o delegado, a Polícia Civil já pediu a prisão preventiva dele por tentativa de homicídio. O estado de saúde da jovem não foi divulgado. #Investigação Criminal #Casos de polícia