O calor atinge o Brasil inteiro. No verão, acidentes em rios e no mar são mais frequentes, já que essas regiões ficam muito cheias, disputadas pelos banhistas. Infelizmente, o que era para ser um momento de diversão acabou se tornando em uma tragédia. Alguns amigos tomavam banho no Rio São Francisco, quando o pior aconteceu. O rio é o mesmo que em outubro no ano passado registrou o falecimento do ator Domingos Montagner, o Santo da novela 'Velho Chico'. As águas do São Francisco banham vários estados. No caso do acidente que vitimou alguns jovens, a região onde houve a tragédia está localizada no bairro Simões Filho, que fica próximo à uma hidrelétrica na capital da Bahia, Salvador.

Publicidade
Publicidade

O grupo de cinco amigos então decidiu pegar cocos em uma residência privada. O dono do local apareceu com uma arma em punho e com medo os adolescentes se jogaram no rio. No entanto, no momento do pulo, a correnteza estava muito forte e apenas dois dos garotos conseguiram atravessar a margem. No entanto, três dos meninos acabaram se afogando. Os bombeiros já encontraram os cadáveres de dois jovens. No entanto, um deles ainda segue desaparecido. Curiosamente, um dos sobreviventes, Simões Filho, gravou minutos antes da tragédia um vídeo dizendo que estava sentindo que algo ia dar errado. Nas imagens, ele diz que está com um pressentimento e pede que os amigos desistam da ideia.

Na gravação, o jovem chega a pedir desculpas pelo ato que cometeria em seguida. O rapaz que grava tudo pede que os companheiros de banho no São Francisco não se aproximem da residência.

Publicidade

No entanto, nenhum deles obedeceu, inclusive, o próprio que fazia as imagens. Ele, por sorte, salvou-se.

Veja abaixo o vídeo que mostra o jovem tendo uma premonição pouco antes de acontecer o acidente fatal. Na sua opinião, o jovem realmente teve a capacidade de pressentir o futuro, ou tudo não passou de uma triste e macabra coincidência? Não esqueça de deixar o seu comentário. A sua opinião é sempre muito importante para todos nós e ajuda a criar o diálogo.

#Crime