No fim da tarde desta última quarta-feira (10), um homem foi preso após ser denunciado à polícia pelo #Crime de extorsão, em Taquara, Zona Oeste do Rio de Janeiro. O suspeito é Flávio João de Andrade, de 39 anos, e vinha ameaçando por telefone e áudios de whatsApp uma vítima que deveria a ele o valor equivalente a sessenta mil reais. O criminoso é lutador de artes marciais, e era conhecido por usar da força física para fazer ameaça às pessoas. Flávio é de São Paulo, mas estava no Rio para tentar cobrar a suposta dívida. Ele começou a fazer sérias e graves ameaças ao devedor desde o último domingo (08), e compareceu diversas vezes à casa da vítima.

Publicidade
Publicidade

Em um dos áudios divulgados pela Polícia Civil, o suspeito chega a dizer que tomaria a força o veículo do homem, e que colocaria fogo em sua casa. Ele ainda fez ameaças de morte, disse ao homem que se ele precisasse ir atrás dele seria pior. Diante das circunstâncias, o suposto devedor chegou a tentar pegar um empréstimo no banco para poder pagar Flávio, mas acabou não conseguindo. Com medo das ameaças que realmente representavam risco, o homem decidiu procurar a polícia. Ele relatou aos agentes tudo o que estava acontecendo, foi quando os investigadores resolveram abordar o criminoso no momento em que ele apareceu na casa da vítima. Flávio foi preso em flagrante e encaminhado para a 28º Delegacia de Polícia de Campinho.

Segundo as apurações da Polícia Civil, o homem que recebia as ameaças teria uma dívida com duas outras pessoas, que por sua vez deviam um dinheiro a Flávio.

Publicidade

Como não teria conseguido receber do casal, o suspeito resolveu tentar ameaçar o homem que ele nem conhecia. Para os investigadores a ação é bastante estranha, pois o criminoso não tinha nenhum vinculo com a vítima, ao que parece a situação poderia ser um truque de extorsão sob ameaça. Existe ainda a hipótese de que o suspeito seria um profissional na área, ou seja, que ele cobraria dívidas de agiotas através da violência. As exigências eram grandes, e as chantagens usadas pelo criminoso intimidavam suas vítimas. Flávio ainda seria lutador de Krav Magá e para piorar a situação teria relatado aos agentes policias, em depoimento, que seria uma máquina de destruir a vida das pessoas. Diante do crime, ele poderá pegar até dez anos de reclusão. Agora o ‘cobrador de aluguel’ ficará detido aguardando decisão judicial.

#Investigação Criminal