Relações entre pais e filhos chocam o mundo. A situação de algumas famílias, infelizmente, são as piores que se possa imaginar. Recentemente, por exemplo, um caso que aconteceu na Austrália ganhou destaque em uma matéria produzida por um site da Nova Zelândia. Durante uma pesquisa realizada pela Universidade de Camberra, a cientista Lucetta Tomas, descobriu que um dos seus entrevistados era abusado sexualmente pela própria mãe. Os abusos, segundo o hoje homem maduro, começaram quando ele tinha apenas doze anos de idade. Hoje, aos 52 anos, ele, que não teve o nome identificado, mas é um renomado arquiteto ainda sentiria os efeitos dos abusos de quem deveria protegê-lo.

Publicidade
Publicidade

Os estupros, segundo a pesquisadora, começaram justamente quando ele tinha apenas doze anos. O homem lembra que estava muito resfriado e enfrentando uma época difícil para qualquer adolescente, a puberdade. Talvez aproveitando-se disso, sua mãe o chamou para uma cama grande e ali começaram os primeiros abusos. A mãe dizia para ele que, a fim de que ele ficasse bem, era necessário o seu carinho. Confiando nela e em plena ebulição de hormônios, o garotinho acabou tendo inúmeras relações íntimas. Isso fez com que o seu psicológico começasse a ficar abalado.

A cientista da pesquisa diz que, infelizmente, o caso do arquiteto não é o único de meninos abusados. Geralmente, destaca-se esse tipo de assunto é gerido com mais atenção entre as meninas, pois a sociedade é machista e nem sempre a iniciação precoce do sexo é vista com maus olhos.

Publicidade

O homem, no entanto, após passar por isso tudo, ainda carrega uma espécie de culpa. Ele diz, por exemplo, que sua mãe era ótima, quando estava feliz. No entanto, quando estava irritada, ele chegou até a trancá-lo com gás. Felizmente, ele sobreviveu.

Na sua opinião, o que deveria ser feito com essa mulher, que abusou do próprio filho? Deixe seu comentário. Ele é sempre muito importante para todos nós e ajuda a construir o diálogo sobre temas importantes, como o apontado nessa reportagem. #Crime #Investigação Criminal