A ex-primeira dama #Marisa Letícia, de 66 anos, natural de São Bernardo do Campo, sofreu um acidente vascular cerebral (AVC) hemorrágico nessa terça-feira, 24, e segundo informações preliminares, seu estado de #Saúde atual segue desconhecido.

Conforme publicações em sites de noticias, o que se sabe é que ela deu entrada consciente no Hospital Sírio-Libanês em #São Paulo, e que os médicos estão realizando o procedimento de tentar conter a hemorragia.

Esta já é a segunda vez, em menos de um ano, que a ex-primeira dama é internada às pressas no Hospital Sírio-Libanês. A primeira internação ocorreu em março de 2016. Na época foi divulgado que o motivo da internação era que Marisa teria contraído a gripe H1n1, mas nesse caso o problema foi leve, pois ela ficou por pouco tempo no hospital, logo recebeu medicação e foi liberada.

Publicidade
Publicidade

Saiba o que é o AVC hemorrágico

AVC hemorrágico ou acidente vascular cerebral hemorrágico acontece pelo comprometimento de alguma artéria cerebral. Dizemos que o AVC é hemorrágico quando há o rompimento de um vaso cerebral, ocorrendo um sangramento (hemorragia) em algum ponto do sistema nervoso.

Principais causas do AVC hemorrágico

Inflamações nos vasos sanguíneos, que podem se desenvolver a partir de doenças como a sífilis, ou a doença de Lyme, vasculite e a tuberculose, contrair ferimentos no pescoço ou cabeça, que podem resultar em leões nos vasos sanguíneos, ser acometido de arritmias cardíacas, ou também sofrer de Endocardite, Aterosclerose, ter Vasculite, ou Insuficiência Cardíaca, e também sofrer o Infarto agudo do miocárdio, entre outros; Conforme descrito acima todos esses distúrbios desencadeiam o AVC, por isso é necessário atenção aos fatores de risco para a prevenção.

Publicidade

Alguns fatores de risco importantes

A hipertensão, diabetes, tabagismo, colesterol alto, sobrepeso, sedentarismo, o uso de bebida alcoólica em excesso, a idade avançada e o histórico familiar, são alguns fatores de risco muito importantes.

Conheça alguns sintomas

Os sintomas mais comuns são dormência em membros inferiores ou superiores, de qualquer lado do corpo, dormência da boca, visão prejudicada, e, em alguns casos, até perda da visão, voz arrastada de difícil compreensão e uma forte dor na cabeça.

Fique atento às informações, e se tiver algum desses sintomas descritos acima, procure a ajuda de um médico. A prevenção sempre é melhor que o tratamento.