Neste fim de semana, uma página no Facebook brasileira divulgou um vídeo que viralizou em todo o país. Aparentemente tendo sido gravado no oriente, já que a língua dos envolvidos não é o português e a médica é uma oriental, o vídeo conquistou os brasileiros, que argumentam que a profissional das imagens deveria ser um exemplo para todos nós. O vídeo atingiu em poucos dias mais de dois milhões de exibições e acabou viralizando em todo o país. O conteúdo mostra um bebê, logo após o seu nascimento. O pulmão da criança parece não funcionar da maneira como deveria e ele não chora. A impressão que fica é que ele estaria entalado. A mãe do bebê ainda está na mesa de parto, enquanto a obstetra decide lutar bravamente por aquele menino.

Ela começa a fazer movimentos levantando as pernas da criança e encostando em sua barriga.

Publicidade
Publicidade

Por conta da pressão, a vítima chega a fazer suas necessidades ali mesmo. Para evitar uma possível infecção, uma enfermeira faz a retirada das fezes expelidas pelo menino e vai o deixando limpo. Enquanto isso, a obstetra, usando uma espécie de gazes para limpar o rosto do bebê, sujo por conta do parto, faz uma respiração boca a boca na criança. Ela faz esse tipo de ritual durante incríveis cinco minutos. Isso que foi gravado. A profissional da saúde já estava realizando a atitude antes da gravação, até que uma das pessoas do quarto gravou tudo.

Ao final, depois de um trabalho duro, o bebê enfim dá sinais de viva e começa a chorar. Era o que a médica precisava para saber que tudo deu certo.

Veja abaixo o vídeo que mostra o bebê chorando, após o trabalho heroico de uma médica. Atenção, as imagens podem ser consideradas fortes por algumas pessoas.

Publicidade

Por isso, caso o leitor seja sensível a esse tipo de material, fica o alerta. Na sua opinião, essa profissional de saúde deveria ser premiada, após lutar barbaramente para salvar uma criança? Não esqueça de deixar seu comentário. A sua opinião é muito importante para todos nós e ajuda a criar o diálogo a respeito deste e de outros temas.

#Famosos