João de Deus é um dos médiuns mais conhecidos do país e do mundo. Desde sua aparição no programa da apresentadora Oprah Winfrey, nos Estados Unidos, ele virou uma figura respeitada em todo o planeta. Atualmente, o espírita faz sessões de cura no estado de Goiás. João de Deus é conhecido por ajudar centenas de pessoas semanalmente em sua casa e não exige nada por isso. Ele também faz atendimentos a todos que procuram, como políticos. No passado, por exemplo, ele ajudou em uma sessão espiritual o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do Partido dos Trabalhadores (PT), que sofreu com um câncer de laringe.

Neste fim de semana, João de Deus recebeu uma nova missão, ajudar Marisa.

Publicidade
Publicidade

Ele saiu de Goiás e visitou a ex-primeira dama do Brasil no hospital em que ela está internada, o Sírio Libanês, no estado de São Paulo. A unidade é uma das mais celebradas do país. Ele faria uma sessão mais cedo, mas o ex-presidente pediu para participar do culto na UTI do hospital. É bom dizer que os médicos diminuiriam a sedação de Dona Marisa ainda no domingo, mas decidiram programar isso para esta terça-feira, 31. Isso porque ela estava com um forte inchado no cérebro. Apenas para relembrar, a mulher de #Lula está internada depois de sofrer um Acidente Vascular Cerebral (AVC), o popular derrame.

Comentários online

Marisa Letícia teve um sangramento no crânio, mas os médicos fizeram um procedimento que conseguiu estancar esse procedimento. Os médicos acreditam que os próximos dias serão fundamentais para dizer se Letícia melhorará ou não.

Publicidade

"Nossa, estou na torcida para que ela fique curada. Ela é uma pessoa muito especial e não é por conta do marido dela que irei torcer contra", disse uma internauta dizendo que está rezando pela ex-primeira dama. Lula ainda não deu entrevistas sobre a saúde de sua mulher, mas estaria fragilizado.

Na sua opinião, Marisa pode mesmo sair dessa situação e melhorar? Deixe o seu comentário. A sua opinião é sempre muito importante para todos nós e ajuda a compartilhar as histórias.