Infelizmente todos os dias a criminalidade faz novas vítimas. Na maioria dos casos o bem mais valioso é preservado, que é a vida. Em alguns outros, algumas vítimas acabam perdendo a vida para o mundo do crime. Histórias tristes que tomam conta do nosso cotidiano e abala a vida de inúmeras famílias.

Muitas pessoas também esquecem dos traumas que ficam para quem sofreu algum tipo de violência. Existem pessoas que não conseguem se recuperar desses problemas e os enfrentam por toda a vida como um pesadelo sem fim. Alguns outros não conseguem continuar a vida, convivendo com esse trauma por muito tempo.

A Polícia Militar é uma ajuda indispensável para minimizar o poder da criminalidade.

Publicidade
Publicidade

Mas em alguns casos a segurança pública vai além, e consegue trazer de volta o sorriso de uma criança. Foi assim que os policiais encontraram Felipe no momento que a criança recebeu uma bicicleta de presente.

Filipe de apenas sete anos já tem em sua vida uma marca do mundo do crime. O pequeno foi baleado na cabeça há pouco mais de seis meses. A criança estava com sua mãe no momento que ela sofreu tentativa de homicídio. O menino acabou sendo alvejado por balas que chegaram a afundar o crânio da criança, que precisa de fazer fisioterapia desde então.

A história comovente do pequeno Felipe tocou o coração de policiais que resolveram presentear o menino. Ao receber a bicicleta é possível ver a felicidade tamanha do menino no vídeo que a Polícia Militar divulgou. Assista:

Os agentes que presentearam Felipe foram os mesmos que participaram do socorro da criança no momento em que foi atingida por balas.

Publicidade

O sargento Rosse, disse que o menino pediu uma bicicleta para eles e que o pedido de Felipe não podia ser negado.

O agente do 28º Batalhão de Riacho Fundo II organizou a ajuda com amigos e comerciantes do local para que a bicicleta pudesse ser comprada. O resultado está estampado no rosto do menino. Felipe voltou a sorrir após ser vítima do crime e sobreviveu graças a ajuda dos policiais. Agora, os mesmos agentes que salvaram sua vida, fizeram ele voltar a sorrir. #Casos de polícia