Pesquisa científica, realizada em estudo na UFPE, comprova que uma das espécies dos morcegos-vampiros passou a se alimentar de sangue humano, coisa que não acontecia anteriormente.

Essa pesquisa que foi publicada na revista científica Acta Chiropterologica (a mais importante no mundo, em se tratando de morcegos) divulga que uma espécie de morcego, a Diphylla Ecaudata, conhecida popularmente como morcego-vampiro (ou morcego-vampiro-de-pernas-peludas), encontrada em diversas cidades do Brasil e que até então era conhecida por consumir apenas sangue de ave, passou a consumir também, sangue humano.

A pesquisa, feita no Parque Nacional do Catimbau, caatinga de Pernambuco, próximo ao Recife, analisou 70 amostras de fezes do Diphylla Ecaudata e notaram a presenta de DNA humano em algumas delas.

Publicidade
Publicidade

Motivo

Em entrevista a BBC Brasil, Enrico Bernard, professor do Departamento de Zoologia da UFPE (Universidade Federal de Pernambuco), responsável pela pesquisa afirma que esse tipo de morcego conseguia digerir somente o sangue de aves (não de mamíferos), mas passou a alimentar-se também de sangue humano. Isso acontece porque há escassez de aves. É o homem interferindo no meio ambiente.

Bernard considerou duas possibilidades: o comportamento da espécia era diferente do que imaginavam pu realmente estão com poucas aves para alimentar-se. A segunda hipótese (a da falta de alimento natural) é a que mais corrobora com os estudos.

As mudanças ocorridas podem causar grande impacto na nossa #Saúde pública, isso porque os morcegos (assim como os ratos) transmitem #Doenças, dentre elas a raiva.

Não é a primeira vez que isso acontece.

Publicidade

Em 2005, a cidade do Maranhão teve um grande surto de raiva, transmitida por morcegos que se alimentam se sangue (hematófagos).

À época, mais de 20 pessoas morreram vítimas da #Doença causada por vírus.

Bernard também afirma que o acontecimento não é motivo de pânico, mas exige atenção dos responsáveis e da população.

Os sintomas da raiva são febre, fotofobia (sensibilidade excessiva à luz) e falta de apetite. Se em sua cidade tiver morcegos e você apresentar esses sintomas procure um hospital e explique suas suspeitas.