O crime brutal chocou moradores do bairro Cajazeiras IX, em Salvador, capital da Bahia. A costureira Ivonete Sousa Santos, de 45 anos, foi torturada na frente dos vizinhos e de seu marido, e depois assassinada. Seu corpo foi jogado em uma vala pelos criminosos.

O assassinato aconteceu na noite de domingo (1), por volta das 21h00min. Ivonete havia chamado atenção de um vizinho na manhã do dia do #Crime, por causa de uma festa em que o som estava muito alto. Logo depois da festa, homens invadiram a laje da casa da costureira, que ao avista-los, foi questionada por um deles, se teria algum problema eles ficarem na laje, Ivonete não respondeu nada, mas fez cara de reprovação.

Publicidade
Publicidade

A noite, 8 homens que estariam na festa invadiram a casa de Ivonete e a arrastaram pelos cabelos para fora de casa, e foi espancada na frente do marido que estava com uma arma apontada na cabeça, e foi obrigado a deitar no chão. Além do marido, outros vizinhos acabaram presenciando o espancamento. Muito ferida e jogada no chão eles saíram. O companheiro de Ivonete a levou para dentro de casa, e ligou para o Samu, para pedir socorro.

Novamente o casal foi surpreendido pelos homens invadindo pela segunda vez a casa. Desta vez um deles estava com uma faca em mãos, e esfaqueou diversas vezes a mulher, que foi arrastada e levada pelo grupo.

O marido de Ivonete, José Sandro, que tem 40 anos, e é pedreiro, desesperado saiu correndo até a 13ª Delegacia de Polícia (Cajazeiras), relatou o que teria acontecido, e informou não saber para onde os criminosos teriam levado sua esposa.

Publicidade

A polícia imediatamente iniciaram rondas em busca da vítima e dos acusados. A Polícia Militar foi acionada para ajudar na diligência. O corpo da costureira foi encontrado próximo de sua residência. Num local utilizado pelos traficantes para acerto de contas com suas desavenças. O corpo estava jogado em uma vala e com tiro na cabeça.

Os policiais militares que encontraram o corpo da costureira informaram que ela estava com diversos ferimentos pelo corpo, marcas de perfurações semelhantes à faca, e um tiro na cabeça.

O massacre sofrido por Ivonete deixou a comunidade em choque e assustada. Por que foi muita crueldade por um motivo tão fútil, assassinaram a vítima brutalmente e na frente de muitas testemunhas.

A polícia está investigando o caso para identificar e punir os criminosos. Algumas testemunhas serão chamadas, para depor. A principal testemunha do crime é o marido de Ivonete, que já prestou depoimento a Delegacia de Homicídios, que está à frente do caso.

Algumas testemunhas com medo de represarias não quiseram falar com a imprensa, e nem comentar sobre o caso. #Investigação Criminal