Um mês e alguns dias. Esse foi o tempo entre uma tragédia e o recomeço. É assim que está sendo a vida do zagueiro Neto, uma das vítimas da queda da aeronave da LaMia, na cidade de Medellín, na Colômbia. Ele foi um dos únicos sobreviventes da tragédia que assolou a #Chapecoense. No avião, 71 pessoas faleceram. Apenas seis estão vivos. Do time, além de Neto, sobreviveram ao fato trágico, os amigos Alan Ruschel e Follmann, que ainda está internado. Mesmo ainda muito debilitado, o zagueiro Neto decidiu se apresentar com o seu time na coletiva de imprensa do clube neste fim de semana. Apesar de dizer que a volta aos gramados está longe, Neto diz que lutará por esse objetivo.

O zagueiro acabou virando um exemplo de inspiração para os amigos de time.

Publicidade
Publicidade

Os garotos observam cada palavra que a vítima do acidente da LaMia diz. Ele entrou no local utilizando muletas, mas sem a ajuda de qualquer outra pessoa. A duas semanas, o esportista havia saído do hospital usando cadeira de rodas. Na Arena Condá, em Santa Catarina, o sobrevivente foi muito aplaudido. Ele diz que tem que lutar pelos que se foram e tentar deixar para trás o luto das mortes. O zagueiro ainda disse que é melhor estar com novos amigos, do que triste em casa. Ele, em seguida, comoveu com uma declaração: "Ou encaro, vou representar aqueles caras como merecem, ou me afundo na depressão".

Recomeço

Aos jornalistas, o esportista disse que ainda se lembra dos momentos em que ficou preso no avião e que isso é bastante diferente de tudo o que já aconteceu em sua vida. Algumas pessoas, lembra ele, já eram conhecidas há mais de dez anos.

Publicidade

Os mortos, segundo ele, passaram boa parte de sua vida o ajudando. Agora estava a chegada de começar o trabalho novamente, apesar de que ele mesmo saiba que voltar aos gramados é um sonho visto ao longe. Mas para quem já passou por tanta coisa, alguém ainda duvida de que ele será capaz de passar por mais esse obstáculo? Deixe o seu comentário. A sua opinião é sempre muito importante para todos nós.