Todos os dias, várias adolescentes, crianças e mulheres são vítimas de violência sexual. Em muitos casos, os próprios familiares são os agressores. Nesse cotidiano de violência, um indivíduo foi preso pelas autoridades acusado de #Estupro na manhã de quarta-feira (25), no Residencial São Francisco, Setor Jardim Paquetá, na cidade de Planaltina, em Goiás (GO). O homem de 31 anos, cujo nome não foi revelado pela polícia, é o principal suspeito de ter violentado sexualmente três filhos.

Segundo informações do delegado Bruno Ramos, um dos filhos do acusado é uma menina de 14 anos, que era violentada sexualmente pelo pai desde que tinha 9 anos. Ele também é suspeito de abusar de um menino de 11 anos e o outro de 15, em troca de entorpecentes.

Publicidade
Publicidade

Ainda de acordo com o delegado Bruno, a polícia tem imagens que mostram o meliante praticando atos libidinosos na frente da filha.

Conforme o delegado Bruno, quando os policiais chegaram à residência do acusado, ele não resistiu à prisão, pois acreditava que estava sendo preso pelo fato de um dos seus filhos ter envolvimento com drogas. Um aparelho de telefone celular do homem foi apreendido e, em seguida, ele foi encaminhado para a delegacia da cidade. Já na delegacia, prestou o seu depoimento. Logo após, foi encaminhado para uma penitenciária da cidade, onde ficará à disposição da Justiça, para que sejam tomadas todas as medidas dentro da lei.

Ao fazer uma busca no banco de dados da polícia, foi constatado que o acusado já tinha uma passagem por violência doméstica, no ano de 2015. A polícia também está investigando uma ameaça feita pelo indivíduo contra a sua filha, para que ela não fosse até a delegacia prestar depoimento.

Publicidade

Entretanto, por meio das redes sociais, familiares e amigos ficaram revoltados com a prisão do acusado.Segundo os familiares, o suspeito jamais seria capaz de fazer algum mal contra os seus filhos. Já uma ex-esposa do acusado, que preferiu ficar em anonimato, relatou que o único problema dele é o consumo excessivo de bebida alcoólica. #Investigação Criminal #Casos de polícia