Uma família acabou sendo destruída no último domingo, 15, na cidade de Campos dos Goytacazes, no Rio de Janeiro. Um casal tentava se separar, mas o homem da relação, Cláudio, de trinta e cinco anos, não aceitava terminar tudo com sua companheira, Fabiana, de quarenta anos. O comportamento de Cláudio havia mudado nos últimos tempos, o que fez Fabiana decidir se separar dele. Ela, com medo do que poderia acontecer, marcou um encontro para discutir a papelada sobre a separação. A mulher acabou decidindo levar o próprio pai para a conversa, que, infelizmente, não terminou bem.

O homem, que tinha dois filhos, parece muito estressado nas imagens do #Crime.

Publicidade
Publicidade

O conteúdo foi gravado por câmeras de segurança de um restaurante de grande luxo. O pai da mulher, que apenas tenta o divórcio, bate na mesa e pede para que os dois se entendam. A atitude parece não resolver. Cláudio então pega uma arma que escondia na cintura e aponta para a esposa. Imediatamente, o pai entra em uma luta corporal com ele. Três tiros são disparados. Um deles acabou pegando no avô dos filhos de Cláudio. Outro em uma funcionária do restaurante. O terceiro e último, também disparado pelo homem que não aceitava o fim do relacionamento, foi contra ele mesmo. O pai de Fabiana não conseguiu impedir que o agressor cometesse o suicídio.

A situação dos feridos na briga é estável. Nenhum deles corre o risco de morte. Nas imagens gravadas pelas câmeras de segurança, chama a atenção ainda a atitude de uma mãe desesperada.

Publicidade

Ela passa a filha pequena para as mãos de uma pessoa que passava na rua.

Veja abaixo o vídeo que mostra o ex-marido revoltado ameaçando matar a ex-mulher. Tudo acabou com a morte do agressor. Atenção, as imagens podem ser consideradas fortes por algumas pessoas. Por isso, deixamos o alerta ao leitor. Na sua opinião, o que pode ter feito com que o casal terminasse o relacionamento e o homem tomasse uma decisão tão forte? Não esqueça de deixar o seu comentário. A sua opinião é sempre importante para todos nós.

#Investigação Criminal