A Internet revolucionou o conhecimento humano, basta clicar no Google ou outro site de busca e qualquer indivíduo tem acesso a uma quantidade inimaginável de informações sobre os mais diversos assuntos.

Da mesma forma, o aplicativo WhatsApp aproximou as pessoas, facilitando a comunicação e troca de ideias entre elas em tempo real. No entanto, a mente humana, na sua complexidade existencial, ao mesmo tempo que é capaz de criar maravilhas que melhoram a vida da coletividade, distorce os propósitos de algo que originalmente é bom para produzir atrocidades, como utilizar-se do ambiente virtual para corromper menores de idade, maliciosamente aproveitando-se da inocência, ingenuidade, imaturidade e curiosidade delas, para iniciá-las, precocemente, nas mais variadas práticas sexuais.

Publicidade
Publicidade

Pedofilia é uma anomalia sexual em que pessoas adultas sentem desejo sexual por #crianças, e buscam aliciar, assediar, instigar ou constrangê-las para o cometimento de atos libidinosos, comportamento moral e socialmente condenável, além de ser considerado conduta criminosa, prevista no artigo 241-D do Estatuto da Criança e Adolescente, incluído pela Lei Nº 11.829 de 25 de novembro de 2008.

A 44ª Companhia Independente de Policia Militar (44ªCIPM), localizada na cidade de Medeiros Neto, no sul da Bahia, sob o comando do Major PM Edmar Leão, desarticulou uma rede de pedofilia, que atuava naquele município e localidades próximas. Essa quadrilha tinha a finalidade de seduzir meninas de 10 até 14 anos de idade, mediante conversas e divulgação de material pornográfico postados em um grupo do WhatsApp, intitulado “trem bala”.

Publicidade

Conjuntamente, o Conselho Tutelar daquela cidade e a Seção de Inteligência da 44ª CIPM estavam já algum tempo investigando denúncias da atuação criminosa desse grupo, sendo que, na noite do dia 20 deste mês, foi preso em flagrante delito na praça Sete, situada no centro de Medeiros Neto, um dos mentores dessa turma de pedófilos, denominado Ivanilton Ferreira Dias, de 38 anos, residente no bairro de Aparecida.

No momento da prisão, Ivanilton estaria abordando garotas pré-adolescentes que transitavam naquela praça. Como prova do crime, foi apreendido o aparelho celular de Ivailton, onde foram encontrados pelos Policiais Militares, mensagens, fotos e vídeos de teor pornográfico, idêntico ao veiculado no grupo “trem bala”. O detido foi conduzido à Delegacia Territorial de Teixeira de Freitas, onde foi lavrado o Auto de Prisão em Flagrante Delito.

O perigo do livre acesso das crianças às redes sociais sem o acompanhamento dos pais

A Delegacia Territorial de Teixeira de Freitas abrirá inquérito policial para investigar e indiciar os demais integrantes do grupo, utilizando como evidências, as conversas e mensagens que foram monitoradas.

Publicidade

O Major PM Edmar Leão ficou chocado com o que viu no celular apreendido de Ivanilton, administrador do grupo “trem bala” e no conteúdo erótico que era compartilhado no aplicativo para as meninas daquela região, pois no aparelho havia imagens revoltantes de crianças de 07 (sete) anos fazendo sexo com adultos e alertou aos pais: "O ambiente virtual é tão hostil e perigoso quanto o ambiente real. Por isso, o uso da internet, por menores de idade, precisa ter um acompanhamento diuturno dos pais, nunca deixar a criança sozinha no computador ou celular, pois é um ambiente hostil. Vamos ficar atentos, pois, pedófilo, não tem perfil definido”. #pedofilos