O polêmico líder da #Igreja Mundial do Poder de Deus Valdemiro Santiago de Oliveira, se envolveu em mais um debate ao aparecer sentado em uma bancada ao lado de sua esposa a bispa Francileia Santiago, no seu canal de televisão e após mostrar o pescoço onde levou os pontos, afirmou que a camisa manchada de sangue que usava no dia que foi esfaqueado, agora esta tendo o poder de curar os fieis - inclusive já tendo operado milagre ao curar um fiel que tocou no manto onde a referida camisa tinha sido esfregada.

O #Pastor afirmou que lhe quiseram o mal, porém conseguiram que ele fosse ainda mais abençoado para curar os que a ele procuram.

Publicidade
Publicidade

Relembrando o caso

O pastor e Líder da Igreja Mundial do Poder de Deus sofreu um atentado neste último domingo (8), durante a realização do culto matinal de domingo. Por volta de 08h, ocasião em que o templo religioso estava lotado de pessoas que assistiam ao culto, que são transmitidos, ao vivo, para todo o país, e no momento em que o pastor Valdemiro distribuía bênçãos aos fieis, na chamada imposição das mãos, um homem identificado como sendo Jonathan Higino, de apenas 20 anos, que estava se passando por um fiel, se aproxima e desfere vários golpes no pescoço do líder religioso, que disse não ter visto quem era o agressor.

Segundo a polícia, o rapaz que o agrediu estaria desempregado e relatou que havia tido uma discussão com a vítima uns dias antes do #Ataque. Após o ocorrido, Valdemiro foi socorrido e encaminhado ao hospital Sírio Libanês onde passou por uma cirurgia e levou cerca de 30 pontos no pescoço e ficou internado por 6h.

Publicidade

Logo que teve condições de se comunicar, o pastor gravou um vídeo ao lado de sua esposa Francileia, onde tenta tranquilizar os seus fieis informando que apesar do susto e dos pontos que levou estava passando bem, e que havia perdoado seu agressor.

O apóstolo Valdemiro e sua esposa já se envolveram em alguns escândalos principalmente depois ele ter sido expulso da Igreja Universal do Reino de Deus pelo todo poderosos Edir Macedo.