O pastor Valdemiro Santiago, líder da #Igreja Mundial do Poder de Deus, foi surpreendido durante a realização do seu culto na manhã de domingo, (08). Ele é um pastor muito conhecido e estava realizando sua pregação na região do Brás, Zona Sul de São Paulo.

Por volta das 8 horas da manhã, horário que acontecia o culto, o apóstolo foi atacado por uma pessoa que ainda não teve a identidade revelada. A transmissão ocorria ao vivo e Valdemiro Santiago levou duas facadas no pescoço.

A situação fez com que o pastor fosse levado imediatamente para os primeiros socorros, ele acabou fazendo uma cirurgia e levou cerca de vinte pontos.

Publicidade
Publicidade

No momento, Valdemiro passa bem e não corre risco de vida.

Benção e perdão

O conhecido apóstolo divulgou um vídeo em redes sociais ao lado de sua esposa, a bispa Franciléia. No vídeo, gravado por Juliana Santiago, o pastor comenta sobre o acontecido. "Estava limpando as mãos, acabando de ouvir um milagre de um testemunho. Entrou alguém que eu não sei, por trás, e me deu uma #facada no pescoço." Ele enfatizou que as pessoas só morrem na hora que Deus permite e pediu "calma" para seus fiéis.

Valdemiro também disse que "abençoa" e "perdoa" a pessoa que fez isso com ele, enfatizando que o #Ataque partiu de um ser humano que precisa muito de benção e perdão.

O pastor lembrou que já havia vivido momentos muito piores do que a facada de hoje e conseguiu vencer, ele atribuí suas vitórias a Deus.

Publicidade

Polícia Civil

A Polícia Civil do Estado de São Paulo prendeu um suspeito em flagrante que foi levado ao 8° Departamento de Polícia de SP. Os seguranças da igreja ajudaram o pastor a se livrar de possíveis mais ataques. A polícia já relevou que o acusado não é um dos fiéis que frequentam a igreja e, com isso, irá responder por tentativa de homicídio. Valdemiro diz no vídeo que, quem mandou alguém para matá-lo também está sendo perdoado e abençoado.

Veja a seguir o vídeo do apóstolo da Igreja Mundial do Poder de Deus explicando o acontecido ao lado de sua esposa e também bispa, Franciléia.