Parece que a onda de violência que assola o Brasil não para de crescer. Após duas chacinas em presídios com quase cem presos mortos de forma brutal, o país está apreensivo com o aumento da criminalidade em diversas cidades. A violência assusta a maioria da população, que encontra-se refém de um sistema falho de segurança pública, onde os presos dominam as ruas e os presídios brasileiros.

Os crimes atingem a todos e a todas esferas sociais no país. O crescimento da criminalidade coloca todos em alerta, que já vivem com medo e agora passam a ser mais vigilantes com sua própria segurança. No ritmo do aumento da criminalidade, um pastor foi atingido no pescoço por um fiel durante um culto.

Publicidade
Publicidade

Esse pastor é nada mais nada menos que Valdemiro Santiago, líder da #Igreja Reino Mundial de Deus. O pastor foi atingido por um fação durante um culto na manhã deste domingo (08) em uma de suas igrejas.

O criminoso aproximou de Santiago no momento em que o pastor pregava para seus fiéis. O homem chegou por trás do pastor e deferiu um golpe contra Valdemiro. O pastor não entendeu muito bem o que acontecia, pois não pode ver quem era o responsável pelo ataque.

No momento do #Crime, Valdemiro Santiago sequer sabia de que forma havia sido aitngido. O pastor não sabia nem a arma que o cortou no pescoço, por estar de costas para o agressor.

Segundo informações das autoridades, o crime aconteceu após o fiel discutir com o pastor. A discussão aconteceu semanas atrás, e o criminoso aproveitou do momento do culto para atingir o pastor.

Publicidade

Valdemiro Santiago passa bem e já até gravou um vídeo do hospital em que encontra-se internado. No vídeo, o pastor disse que não deixará de pregar em suas igrejas, mesmo após o acidente que quase custou a sua vida.

Em um gesto impressionante, o pastor disse que perdoa o agressor que quase tirou sua vida. Valdemiro disse que perdoa o agressor pelo ataque. O pastor ainda pediu para que seus fiéis rezem por ele para que se recupere logo da tentativa de homicídio. O criminoso segue preso no 8º Batalhão de Polícia Militar, localizado no Brás em São Paulo - SP.

#Casos de polícia