Apresentador do “Domingo Espetacular”, da Record TV, e dono do canal Conversa Afiada, com quase 70 mil inscritos no YouTube, o jornalista Paulo Henrique Amorim encontrou os culpados pela cachina de 10 pessoas em Campinas: a #Rede Globo e a Operação Lava Jato.

O caso

O técnico de laboratório Sidnei de Araújo, de 46 anos, invadiu uma casa em Campinas, durante festa de celebração do Réveillon, e matou a tiros a ex-mulher, o filho de oito anos, outras dez pessoas que estavam no local e se matou em seguida.

Opinião de Paulo Henrique Amorim

Nesta segunda-feira (2), o jornalista #Paulo Henrique Amorim publicou o vídeo em seu canal no YouTube.

Publicidade
Publicidade

Com pouco mais de três minutos, o apresentador da Record TV culpa a Globo e a Operação Lava Jato pelo crime.

Amorim começa lendo trechos da carta escrita pelo assassino. “Não posso ficar contigo, ver você crescer, por causa de um sistema feminista e umas loucas”, escreveu o homem.

“Essa carta contém algum dos elementos centrais do discurso do ódio, da lógica do ódio”, disse Amorim após ler a carta deixada pelo assassino. Nela, Sidnei de Araújo chama a Lei Maria da Penha de “lei vadia da penha”.

“Eu estou certo, você está errado. Eu estou certo e você é bandido. Eu estou certo e você tem que ser expulso, banido, punido. Você não pode ficar no mesmo lugar que eu estou”, analisa Amorim.

“Essa lógica é a lógica da Globo e dos heróis da Lava Jato. É a lógica dos múltiplos ódios: o ódio à política, à Dilma, às mulheres, à Lei Maria da Penha, ao Lewandovski, ao juiz que não julga de acordo com o ódio”, diz o jornalista.

Publicidade

“A Globo e a Lava Jato odeiam o Brasil, são os nossos terroristas do final do ano”, afirmou. Paulo Henrique Amorim trabalhou na Globo durante muitos anos e saiu da emissora em 1996, quando foi para a Bandeirantes.

O vídeo já foi visto por quase 25 mil pessoas. Até o fechamento desta reportagem, às 23h30, eram 1451 likes (pessoas que gostaram do vídeo) e 399 deslikes (pessoas que reprovam o vídeo). Os comentários estão desativados.

Paulo Henrique Amorim costuma postar vídeos criticando Sérgio Moro e todos aqueles que são oposição ao PT.

#Chacina em Campinas