O deputado federal Major Olimpio (SD-SP) postou em sua página do Facebook uma frase desafiando os internos do complexo presidiário de Bangu, no Rio de Janeiro, para que eles superassem as outras rebeliões que já tiveram em Manaus e Roraima, na quais no total 91 presos foram mortos.

Na semana passada, durante a madrugada de Reveillón, 56 pessoas morreram em um confronto dentro do complexo penitenciário Anísio Jobim, na cidade de Manaus. E outras quatro vítimas, em uma cadeia da capital do estado do Amazonas.

Em Boa Vista, o número de mortos totalizou 31. O fato ocorreu no último dia 6 de janeiro. O secretario de justiça Uziel Castro foi ao local e disse que não houve uma rebelião, mas sim uma matança.

Publicidade
Publicidade

De acordo com o secretário, os integrantes do PCC seriam são os responsáveis.

Mensagem publicada pelo deputado

O deputado escreveu em sua página que o placar dos presídios se encontra em 56x31 e disse que os detentos de Bangu poderiam superar as outras rebeliões que já aconteceram.

O post contabilizada mais de 6,8 mil compartilhamentos e mais de 23 mil curtidas até o momento da publicação deste artigo. Muitos internautas apoiaram a colocação do deputado, ao pedir mais mortes em presídios.

Comentário feito por internauta

Um dos comentários feitos em sua publicação afirmava que precisamos de mais rebeliões assim durante este ano de 2017 e que as matanças comecem e alcancem 20 mil mortes nos presídios.

Um outro usuário comentou que apenas 30 mortes não são suficientes comparadas às mortes de pessoas inocentes que ocorrem todos os dias.

Publicidade

Deputado diz não ter intenção de fazer apologia

Em entrevista para um jornal, o deputado disse que só fez uma ironia. Afirmou ainda que não tem intenção de fazer apologia às rebeliões e que seu post seria somente para refletir sobre o tamanho das tragédias ocorridas.

Outra polêmica envolvendo o deputado

O Major Olimpio já causou outra #Polêmica no ano passado, em novembro, ao elogiar um policial militar de São Paulo por ter matado três homens que tentaram assaltar o oficial que no momento estava trabalhando como motorista.

Em seu discurso na Câmara Federal, o deputado disse que a "atitude do policial foi certa em ter assassinado os três bandidos". Ele alegou que seriam "menos três bandidos assaltando por aí".