A Penitenciária Bandeira Stampa, conhecida como Bangu 9, ganhou seu mais novo ilustre detento nesta segunda-feira, dia 30. Ex-homem mais rico do Brasil e 7º homem mais rico do mundo, o empresário Eike Batista foi transferido para o local após ter sua prisão preventiva decretada por supostos crimes de corrupção ativa e lavagem de dinheiro.

Com problemas em seu fornecimento de água, a penitenciária tem racionamento, abrindo os registros apenas três vezes por dia em períodos de meia hora para que os presos possam tomar banho e fazer suas necessidades. A situação foi confirmada pela promotora Andrezza Cançado, coordenadora do Centro de Apoio Operacional de Execução Penal do Ministério Público do Rio de Janeiro.

Publicidade
Publicidade

As informações foram reveladas pelo portal G1.

Segundo noticiado, a situação do fornecimento de água no local motivou alguns detentos a fazerem uma greve de fome em protesto contra a situação. A rede de esgoto do presídio também apresenta problemas, deixando canos entupidos em alguns dos buracos utilizados como sanitários. Com 15 metros quadrados, as celas abrigam de seis a oito detentos e não possuem vasos sanitários. No lugar de chuveiros, há um cano com água fria para que os detentos possam se banhar durante os períodos de fornecimento de água. #Eike Batista #Lava Jato #Polícia Federal