Detentos da penitenciária de Alcaçuz entraram novamente em batalha hoje, 19. O confronto teve início pela manhã e há relatos de objetos sendo atirados de um pavilhão para o outro. A PM está no local e do alto da guaritas efetuam disparos na tentativa de conter a #Rebelião

Há informações de fumaça dentro do #Presídio, sons de tiros e quebradeiras. Helicóptero da PM de Alcaçuz chegou para auxiliar. É possível ver presos aparentemente feridos levados em carrinhos de carga.

Parte dos integrantes de uma facção criminosa são retirados do presídio de Alcaçuz para não acontecer mais confrontos com outra facção o (PCC), que ainda se encontra no presídio.

Publicidade
Publicidade

Ainda tem detentos e membros de sindicatos não ligados a nenhuma facção.

No último fim de semana o confronto entre facções rivais em Alcaçuz, no Estado do Rio Grande do Norte, teve 26 vítimas fatais. Dessas 26 vítimas fatais, 15 foram decapitadas. Cinco detentos foram reconhecidos como chefes de uma das facções, que após serem interrogados irão ser transferidos. No dia 17, o governador do Rio Grande do Norte alegou que a situação se encontra normal. A Secretaria de Segurança Pública e Defesa do Rio Grande do Norte (SESED) vem mantendo conversas com os líderes das facções na tentativa de retomada do controle do presídio Estadual de Alcaçuz. A negociação está encaminhada com o PCC uma das facções que lideram a rebelião do presídio. Duas facções dividem o presídio no espaço entre os pavilhões.

Publicidade

Do lado esquerdo próximo ao pavilhão 4 dominado pelo Sindicato do Crime R, e do lado direito o PCC que tem barricadas com enormes chapas de ferro nos portões.

A Secretaria de Segurança Pública e Defesa do Rio Grande do Norte (SESED) está em contato com os chefes do PCC e do Sindicato do RN para tentar retomar ainda nesta semana o controle da penitenciária.

Segundo Governador Federal, as Forças Armadas irão entrar no presídio com intenção de fazer inspeções rotineiras em busca de materiais proibidos. A ida de militares para o Rio Grande do Norte vai depender do aval do Governador. #Governo