Na última quinta-feira (05), a polícia localizou a mãe do bebê que foi abandonado em uma chácara em Piracicaba, São Paulo. Ela seria uma menina de apenas onze anos que vinha sendo abusava sistematicamente pelo pai, de 36 anos. O caso escandalizou os moradores, do município rural de Ártemis, que não imaginavam que a criança pudesse estar grávida. Ao que tudo indica a mãe da menina, teria acobertado a gravidez até o final dizendo que a garota havia apenas engordado. O recém-nascido foi encontrado na noite desta última quarta-feira (04), dentro de uma bolsa enrolado em um manto. Ele foi levado imediatamente para o Hospital regional para receber cuidados médicos.

Publicidade
Publicidade

Segundo, os atendentes, e os policiais civis que investigam o caso, o bebê foi encontrado apenas duas horas após o parto, e se ficasse mais tempo sozinho correria sérios riscos de morte. As investigações apontam que a menina deu a luz dentro de casa, o parto teria sido realizado pela própria mãe dela, que teria chamado o pai, e abusador, para ‘sumir’ com o bebê logo que ele nasceu. O neonato estava ainda com o cordão umbilical no momento do resgate e dentro de uma caixa de papelão que estava em uma bolsa. Levada à delegacia para depoimento a mãe da criança que vinha sendo violentada pelo pai, confirmou à polícia que fez o parto da filha na noite de quarta-feira pouco tempo antes de o bebê ser encontrado. Ela ainda relatou que pediu ao marido que abandonasse o recém-nascido, mas negou que soubesse sobre o abuso.

Publicidade

o homem que foi encontrado também na localidade, e detido, negou que abusasse na própria filha, mas de acordo com a Polícia Civil os indícios são bastante fortes. Ele será indiciado, se confirmado o abuso, por violência sexual e abandono de incapaz. Os investigadores só chegaram à conclusão sobre a história, quando ao visitarem a chácara encontraram um convite de chá de bebê nas mãos da menina. Esse convite seria de uma outra mãe que realizou o evento no ano passado, segundo informou o casal, que fez a festa, a mãe da menina dizia apenas que a criança tinha ganhado peso e por isso estava com a barriga grande. Ao conversar com a criança, que estava visivelmente abalada a polícia entendeu que era ela que tinha dado à luz ao bebê. Tanto o recém-nascido, quando a menina foram levados ao hospital para atendimento médico e passam bem. A criança de apenas onze anos deverá receber atendimento psicológico após o trauma.

#Crime #Investigação Criminal