Um simples crime ou uma guerra religiosa? Como tratar o episódio ocorrido neste domingo, 8, pelo apóstolo #Valdemiro Santiago, líder da Igreja Mundial do Poder de Deus? Certamente, essas e outras perguntas estão nas mentes de investigadores, que já prenderam o jovem, de vinte anos, que desferiu golpes de facadas no pescoço do pastor. Ele conseguiu sobreviver ao ato que aconteceu, ao vivo, enquanto um culto era celebrado no templo do Brás, em São Paulo, e exibido pelo canal a cabo da igreja Mundial. Em um vídeo publicado no Facebook, Valdemiro indica a possibilidade de que o crime contra ele foi encomendado e que quem pode ter feito isso seria outro religioso.

Publicidade
Publicidade

A principal rixa de Valdemiro é com o líder da Igreja Universal do Reino de Deus, Edir Macedo. Apesar de não citar nominalmente o nome da TV Record, ele rompeu com Edir e tirou uma fatia importante dos seus fiéis, fazendo uma grande igreja. Santiago é um religioso polêmico. Em pleno 2017, ele promete milagres. Em seus cultos, ele já disse ter feito cego enxergar, paralítico andar e até curas que nem a ciência é capaz de chegar perto, como a do câncer. Após levar as facadas, no entanto, Valdemiro tratou de ir correndo para um hospital, onde os médicos foram rápidos e deram vinte e cinco pontos em seu pescoço.

“Até a camisa que ficou ensanguentada, através dela Deus já curou pessoas na igreja. E através do manto foi passada a camisa”, diz ele em parte do polêmico vídeo.

Publicidade

Muitos internautas ficaram divididos diante de tamanha polêmica.

"Sou católico praticante, mas fiquei triste e perplexo com ocorrido. Acho PR Valdemiro um homem de fé e de Deus. Que Deus o abençoe e lhe dê saúde. Nenhuma força maligna poderá parar a quem Deus escolheu para ser seu evangelizador, propagador dá palavra de Deus. Deus é contigo", disse o internauta Fábio Luiz, do Rio de Janeiro. "Ué, mas você não faz milagre, porque não curou o seu próprio pescoço?", questionou outro.

Veja abaixo o vídeo que mostra Valdemiro insinuando que outro religioso teria encomendado o crime contra ele:

#Religião