De acordo com o G1, o juiz Paulo Roberto Fonseca Barbosa do município de Canindé do São Francisco, no Estado do #sergipe, não aceitou a denúncia do Ministério Público Estadual (MPE) que envolvia o ex-secretá#rio José Dimas Roque sobre a acusação de ser o culpado pela morte do ator global Domingos Montagner ao se afogar nas águas do Rio São Francisco no ano passado.

Na opinião do representante da #Justiça, Emerson Oliveira, o Dimas Roque, até então na secretário de turismo, deve responder pela falta de sinalização ou sinalização inadequada no local, informando a comunidade e banhistas que a área não era segura para mergulhos.

Publicidade
Publicidade

Ainda conforme informações a rejeição da denúncia pelo juiz, não impossibilita do Ministério Público de recorrer ao Tribunal de Justiça Estadual, persistindo a recusa do processo haverá um arquivamento do caso.

Ainda de acordo com os repórteres do G1, o ex-secretário de turismo de Canindé foi procurado para possível explanação, mas sem êxito, ele não foi encontrado.

Relembrando o acidente

O ator global Domingo Montagner se envolveu no acidente ao tentar mergulhar nas águas do Rio São Francisco na tarde do dia 15 em setembro do ano passado, seu corpo desapareceu nas correntezas do “Velho Chico” onde na novela global interpretava o personagem de nome “Santo”.

Já tendo feito gravações que seriam exibidas mais tarde na novela, no período da manhã. O ator Domingos, fez sua refeição diária e se dirigiu ao rio para tomar um banho em companhia da amiga e atriz Camila Pitanga.

Publicidade

Ao realizar um mergulho, não conseguiu retornar a superfície. Neste exato momento, sua companheira de gravação se desesperou e pediu ajuda para realizar buscas pelo ator.

A amiga do ator, Camila Pitanga relatou como foi o acidente as autoridades locais. De acordo com a atriz, os dois subiram numa pedra e mergulharam exatamente iguais adentrando ao rio. Ao voltar à superfície, percebeu que se formava correnteza no local e alertou a Domingos. Eles mergulharam de volta até a pedra, Camila chegou primeiro e neste exato momento a correnteza aumentou e arrastou o ator.

Conforme autoridades locais do município de Canindé em Sergipe, tanto Domingos quanto Camila buscavam um local tranquilo para nadarem. “Os atores pensaram que era um local seguro, se enganaram, era um dos lugares de maiores riscos para o mergulho. Este consistia uma parte do Rio São Francisco que poucas pessoas utilizavam”, revelou o delegado Antônio Francisco Filho. Quando resgatado o corpo do ator, os salva-vidas disseram que ele estava numa profundidade de mais ou menos 18 metros de fundura e 320 metros distante da margem do rio. Ainda conforme registro do Instituto Médico Legal (IML) a causa da morte, foi ocasionada por retardamento da respiração provocada pelo o afogamento.