Na virada do ano, uma família inteira acabou sendo dizimada na grande São Paulo. O técnico de enfermagem Sidnei Ramis Araújo, de quarenta e seis anos, decidiu atacar a ex-companheira, que decidiu abandoná-lo. O caso aconteceu na cidade de Campinas. Treze pessoas foram mortas. O atirador matou doze pessoas e depois se suicidou, totalizando assim os treze falecimentos. Uma das vítimas era filho do homem que deixou uma carta explicando o porquê tomou a decisão. Ele diz basicamente que matar a sua amada seria uma maneira dele mostrar alguma dignidade e que não tinha medo de ser morto ou preso, pois na cadeia teria três refeições por dia, sem nem ao menos precisar trabalhar.

Publicidade
Publicidade

Assim que as mortes foram anunciadas, muita gente quis saber quem eram os mortos por Sidnei. Nossa reportagem produziu uma galeria de fotos que mostra as vítimas identificadas do atentado. Ela traz os nomes com as imagens dos falecidos. Para ter acesso à essa galeria, basta clica no canto superior esquerdo desta reportagem, na imagem que traz um caixão. Todos os mortos, como eram amigos, estão sendo velados no mesmo local. O enterro das vítimas da chacina deve acontecer nesta segunda-feira, 02. Todas as vítimas pertenciam à uma mesma família, que estava reunida para curtir o réveillon juntos.

A mulher com quem Sidnei tinha problemas de relacionamento é Isamara Filier. Aos 48 anos de idade, ela decidiu entrar com um processo judicial para se viver livre do ex-companheiro.

Publicidade

Além disso, ela e o atirador lutavam pela guarda da criança, que também foi morta. João tinha apenas oito anos e virou um número nas estatísticas da violência na grande São Paulo. O garoto teria sido o último a levar um tiro do pai, que após atingir o menino decidiu se suicidar. Não se sabe se ele atingiu sem querer o garoto e que, por isso, decidiu tirar a própria vida.

Outro morto é Rafael. Ele era ex-cunhado do atirador. Liliane estava com o marido, que não faleceu. Todos estavam na casa dela para passar o fim de ano. O esposo de Liliane está no hospital, recuperando-se da noite de terror. A irmã da dina da residência, Alessandra, também morreu no local. Antonia , Abadia das Graças Ferreira, Paulo , Ana Luzia Ferreira, Larissa Ferreira de Almeida, Luzia Maia Ferreira e Carolina de Oliveira Batista também estão entre as vítimas. #Crime