O caso inacreditável ocorreu em Campos do Jordão, cidade turística de São Paulo, conhecida por ser tranquila e pacata. No último sábado, dia 14, um #motoboy se aproxima de outro motoqueiro na avenida Frei Orestes Girardi, uma das mais movimentadas da pequena cidade, e literalmente arremessa o "colega" para fora da pista. As imagens mostram a barbaridade do evento.

Segundo a polícia, o assassino é um jovem de 19 anos, que foi preso nesta quinta-feira, dia 19. A vítima era um conhecido do agressor. O rapaz, que morreu no acidente, foi ex-namorado de sua atual companheira. O assassino reconheceu a vítima no trânsito pelas características e placa da moto e cometeu o ato bárbaro, como pode ser visto no vídeo abaixo.

Publicidade
Publicidade

O crime de sábado,14, foi registrado inicialmente como acidente. Isso porque, segundo a polícia, o jovem que cometeu o crime apresentou-se na delegacia para comunicar um "acidente de trânsito", no qual ele havia sido fechado por outro motoqueiro e no evento o outro motoqueiro caiu.

A polícia buscou as imagens registradas do acidente, usando as filmagens das câmeras de monitoramento da prefeitura, quando, então, pôde-se perceber que a versão apresentada pelo agressor foi totalmente distorcida. O vídeo não deixa dúvidas que o motoboy empurra propositalmente a vítima que cai da moto, acidente que veio a se tornar fatal.

As testemunhas ouvidas confirmaram que a vítima foi ex-namorado da atual companheira do assassino. Ainda afirmam que existia uma desavença entre os dois por motivo de #ciúme.

Publicidade

A vítima é pai do filho da companheira do motoboy e os dois ainda mantinham contato por esse vínculo familiar. A polícia ainda esclarece que, de posse de todas as informações, não há mais dúvidas que o crime foi intencional e com qualificadores que tornam a pena mais alta. Quem deu os detalhes foi o delegado Luiz Geraldo Ferreira, que é responsável pelo caso.

O rapaz que morreu tinha 23 anos. Ele teve uma parada cardíaca, foi socorrido, mas morreu a caminho do hospital. O assassino teve a prisão temporária expedida pela justiça no dia de sua captura e permanecerá na cadeia de Taubaté. O crime foi registrado como homicídio qualificado.

Confira o vídeo:

#Morte