Um vídeo mostra o resgate dramático de um homem que estava preso na carroceria de um caminhão. As imagens foram publicadas no Facebook e seguem sendo compartilhadas como se fossem uma prova de um milagre divino.

O fato do motorista sair ileso de um grave #Acidente pode até ser atribuído a Deus. Mas a saída da vítima das ferragens completamente retorcidas só foi possível graças ao um esforço coletivo humano. Esforço de pessoas desconhecidas, que resolveram deixar seus afazeres de lado para ajudar o próximo.

Usando ao mesmo tempo a força e a inteligência, o grupo de pelo menos seis homens, provavelmente também caminhoneiros, se mobilizou para conseguir remover a lataria totalmente destruída e retirar a vítima de dentro da boleia.

Publicidade
Publicidade

Aparentemente, o veículo carregava toras de madeira, a julgar pelo material que está em volta da cabine amassada.

As circunstâncias desfavoráveis não desanimaram o grupo. Nas imagens é possível ver que um deles usa uma marreta e bate com toda a força em uma parte da lataria. Outro homem se reveza e martela uma talhadeira no mesmo local. Um policial assiste a tudo sem interferir no trabalho do grupo.

Eles já tinham tido a ideia de amarrar uma das pontas de uma corda na porta da cabine e prender outra ponta em uma caminhonete. Com essa fórmula, simularam um guincho. Um dos homens acelerou a caminhonete, o que fez com que a porta se deslocasse, abrindo espaço para o condutor acidentado conseguir ser retirado.

O guincho improvisado tinha de ser acionado de forma delicada, pois qualquer movimento brusco poderia atingir a vítima e piorar a situação.

Publicidade

A estratégia deu certo. Com a força dos braços, eles afastaram mais um pouco a lataria da cabine e surpreendentemente o motorista pode ser visto, totalmente consciente.

Com ajuda dos anjos de carne e osso ele consegue desprender sua perna de um outro ponto da lataria. Em seguida sai dos escombros praticamente sozinho, sem nenhuma gota de sangue.

Toda a sequência de imagens dura pouco mais de dois minutos. Não há informações sobre o que teria causado o acidente e nem mesmo a estrada em que ele foi registrado.

#Tragédia