Um vídeo de uma mulher em uma espécie de "transe" destruindo uma imagem de Nossa Senhora Aparecida (padroeira do Brasil) está causando revolta e indignação em todo o País nesta quarta-feira, 11. No vídeo a mulher, identificada como "pastora", despedaça a imagem da santa. As pessoas que assistem à cena comemoram o ato de vandalismo aos gritos de "ô glória". "Eu não aceito outro Deus", diz uma das testemunhas. "Ô Deus, que maravilha senhor meu Deus", diz outra.

O homem que parece estar gravando a cena incentiva o vandalismo. "Quebra tudo, quebra toda obra contrária", determina. "Esta obra foi feita pelas mãos do inimigo, senhor, e agora está sendo quebrada", explica o homem, aparentemente chamando os católicos de inimigos de Deus e dos evangélicos.

Publicidade
Publicidade

Ao redor da pastora que ataca a santa aparecem outras mulheres rezando e caminhando a esmo. Assista ao vídeo:

A fúria da pastora não diminui nem mesmo com a chuva que cai ou quando a imagem já está completamente despedaçada. A mulher continua a martelar os cacos da imagem freneticamente, mesmo quando a escultura já está irreconhecível. Ao fim do vandalismo, a pastora ergue as mãos aos céus e agradece.

De acordo com o site G1, a cena fez parte de uma celebração de uma #Igreja evangélica de Botucatu e foi filmada por um obreiro da entidade. Em entrevista ao site, o Conselho de Pastores da Cidade de Botucatu explicou que o ato de se desfazer das imagens de santos, tão cara aos católicos, é tradicional no momento da "iniciação" de novos membros da igreja, mas ressaltou que não deve ser feito dessa forma.

Publicidade

O Conselho ressalta que condena a intolerância religiosa e pediu desculpas a todos os católicos que se sentiram ofendidos com o vídeo. A entidade disse ainda tratar-se de um caso isolado.

Vandalismo lembra caso de 1995

O vandalismo de Botucatu lembra um caso de grande repercussão ocorrido em 1995. Na época um pastor da Igreja Universal do Reino de Deus quebrou, em transmissão ao vivo da TV Record (ligada à IURD), uma imagem de Nossa Senhora Aparecida.