Neste domingo, 8, o principal assunto do dia, em todo o país, foi o atentado sofrido contra o apóstolo Valdemiro Santiago, líder da Igreja Mundial do Poder de Deus. Ele celebrava uma missa na região do Brás, em São Paulo, quando por volta das oito horas da manhã, algo inusitado e inesperado aconteceu. Um homem, mais tarde identificado como Jonathan Gomes Higino, de vinte anos, estava na igreja fingindo que queria receber uma benção. Ele disse que pediu um abraço ao pastor e, quando foi retribuído, deu três golpes nele com um facão. Um deles acertou em cheio o pescoço do religioso. O objeto foi apreendido pela oitava delegacia de polícia de São Paulo.

Publicidade
Publicidade

A faca tinha trinta e cinco centímetros.

Mas afinal, o que se sabe sobre Jonathan? Ele estava desempregado, mas antes trabalhava de ajudante geral em obras. Aos vinte anos, nunca havia tido uma passagem sequer pela polícia. Segundo o rapaz, em julho, ele teve graves problemas e foi a um culto de Valdomiro no meio do ano. No entanto, o apóstolo teria dito que seu demônio deveria ser crucificado. Jonathan disse que não gostou disso e que, a partir de então, durante os meses que se seguiram, planejou uma forma de como matar o pastor evangélico.

Ele começou a descobrir, então, como funcionava a rotina do religiosa. Passou a saber, por exemplo, da benção dos domingos. Jonathan disse que encontrou a arma utilizada no #Crime no quintal de um vizinho, em Santana do Parnaíba, e decidiu colocar seu plano em prática.

Publicidade

O rapaz, que até aquele momento não tinha cometido nenhum crime cometido, acabou sendo preso em flagrante. Ele foi preso por um policial que estava na igreja e trabalhava de segurança para o apóstolo.

Santiago foi levado para um dos hospitais particulares de São Paulo mais conhecidos, o Sírio-Libanês. No local, ele levou vinte e cinco pontos no pescoço. Sem mais correr o risco de morte, ele gravou um vídeo dizendo que perdoava seu agressor e pedia que Deus ajudasse a vida desse homem. Ele ainda comemorou o que chamou de milagre, o fato de ficar vivo. #Religião