Santa e Bela Catarina. Assim é conhecido o estado de Santa Catarina, principalmente por suas belas praias e paisagens naturais, como a Serra do Rio do Rastro, um dos lugares mais lindos do mundo. Entretanto, nem tudo são flores. Na manhã de hoje, no norte do estado, a BR 101 - principal rodovia federal que corta o estado - foi interditada por aproximadamente uma hora. O motivo: bandidos abandonaram um veiculo com dinamite as margens da rodovia após uma perseguição policial. Um pouco antes, explodiram caixas eletrônicos de uma empresa em Joinville, após terem rendido vigilantes do local. Na fuga, os bandidos trocaram tiros com a Polícia Militar e uma viatura foi bastante atingida por tiros.

Publicidade
Publicidade

Para a tirar os explosivos, o BOPE (Batalhão de Operações Especiais) foi chamado e a rodovia interditada. Até o momento não há informações de prisões.

Ônibus incendiado e assaltos

Em Criciúma, no sul do estado, na noite da última quarta-feira, bandidos de posse de um revólver pararam um ônibus e renderam o motorista. Logo em seguida, atearam fogo no coletivo. No momento do ataque, não havia passageiros. Ninguém se feriu. Dias depois um revolver foi encontrado dentre os destroços do ônibus incendiado. Desde então, a partir das 22h algumas linhas de ônibus foram suspensas e outras estão funcionando com escolta da Polícia Militar. O comando da Polícia Militar na região afirma que o ataque não tem nada haver com grupos (facções criminosas) e que foi um caso isolado, de vandalismo.

Publicidade

Coincidentemente, nos últimos dias diversos #assaltos ocorreram na cidade de 200 mil habitantes. Comércios, empresas e residências foram invadidos por marginais que cometeram roubos ou furtos.

População à merce de bandidos

Mesmo sendo uma das cidades pólo do estado, Criciúma (aproximadamente 200 mil habitantes) e considerada até não muito tempo uma cidade calma, os índices de criminalidade vem aumentando assustadoramente, em especial crimes de roubos (assaltos à mão armada). O que chama a atenção é cada vez mais a ousadia dos marginais. As polícias civil e militar fazem o combate, entretanto, igual a realidade nacional, pouco efetivo e muito pouco amparo da legislação penal que, na verdade acaba sendo uma arma na mão do bandido contra a população de bem. Faz-se necessário uma mudança drástica - e rígida - nas leis penais ou em muito pouco tempo "a coisa sairá do controle" - se já não saiu! #Violência