Pânico em uma escola de Educação Infantil da cidade de Goianira, na Região Metropolitana de Goiânia.

Um bandido em fuga entrou na unidade nesta terça-feira (21) e fez uma educadora e oito bebês reféns.

Diogo Faria Bernardo, de 23 anos de idade, estava munido de um revólver e acabou sendo detido depois de uma intensa negociação com policiais que estavam em seu encalço.

De acordo com as autoridades policiais, Diogo e um comparsa tinham ido até a casa de um casal para matá-lo. A encomenda de morte era por conta de uma dívida de R$ 50,00 em drogas.

No entanto, a polícia chegou antes que a execução ocorresse. Houve troca de tiros.

Publicidade
Publicidade

Diogo então se infiltrou na escola e foi direto para a sala onde estavam as crianças e a professora.

Imagens cedidas pela polícia militar registraram o momento em que os policiais tentavam obter a rendição do rapaz. Um policial tenta convencê-lo dizendo que está pensando nas crianças e o ordenando a jogar a arma no chão.

Na sequência, Diogo pede para sair do local e apela para que não o matem, pois tem família.

Um agente então corre na direção da professora e o vídeo termina, sem mostrar a imobilização do rapaz. Apesar de toda a tensão, ninguém ficou ferido e o meliante acabou preso, junto com o comparsa, Gabriel Ribeiro Dias, de 20 anos de idade.

A professora contou depois à imprensa que ficou com muito medo. Relatou que no momento em que o bandido entrou ela estava segurando um bebê no colo.

Publicidade

A profissional pediu para que ele a deixasse colocar a criança no berço e implorou para que ele levasse apenas ela.

Ele então a arrastou para um banheiro, de onde passou a negociar com os policiais. A educadora conta que o tempo todo o rapaz apontou o revólver para a sua cabeça, dizendo que ela era a chance de ele sair vivo do local.

Ela ainda relatou que temia morrer e que orou para sair do episódio com vida, pois também tem três filhos.

O criminoso que fez os reféns na escola é antigo no mundo do #Crime. Segundo a polícia, Diogo tem várias passagens. Há dois anos ele estava preso no presídio de Guapó, Região Metropolitana de Goiânia, de onde fugiu.

A dupla e as armas usadas no crime foram encaminhadas para a delegacia de Goiandira. As aulas na escola infantil ocorreram normalmente nesta quarta (22).

#Casos de polícia