Um vídeo com cenas fortes, registradas por uma câmera de segurança de um estabelecimento comercial, captaram o exato momento em que um homem é atropelado violentamente por um ônibus.

Pressa? Erro de cálculo na hora de atravessar? O motivo que fez o trágico #Acidente acontecer não é possível saber. O fato é que as imagens impressionantes mostram o quanto é preciso ter atenção no trânsito das grandes cidades, estando ou não atrás de um volante.

O acidente aconteceu no último dia 30 de janeiro, na Avenida Fernandes Lima, no bairro do Farol, em Maceió, Alagoas. O atropelamento já havia sido noticiado pela imprensa, mas o vídeo que mostra a vítima sendo atingida em cheio passou a ser compartilhado na internet recentemente.

Publicidade
Publicidade

Pelas imagens é possível ver que o pedestre, identificado como um funcionário do Tribunal de Contas, está no canteiro central da avenida quando tenta acessar a outra margem da movimentada via. Ele tenta correr, porém um ônibus da Real Alagoas que vinha em considerável velocidade pela chamada faixa azul foi mais rápido. A faixa azul é o espaço reservado como corredor viário dos veículos de transporte coletivo.

O homem é Marcos Antônio de Oliveira Santos e, de acordo com relatos feitos para a imprensa local, ele tinha acabado de sair de um supermercado próximo do prédio onde trabalhava.

Ao ser atingido pelo veículo, o corpo foi arrastado por alguns metros na pista. No asfalto ficaram impressas marcas dos pneus do ônibus, apontando que o motorista tentou frear para impedir o atropelamento.

Publicidade

Imediatamente foi acionado o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Entretanto, quando a equipe de médicos socorristas chegou ao local, o pedestre já havia perdido os sinais vitais. O trânsito ficou prejudicado e agentes municipais foram até o local para isolar a área, permitir o trabalho das equipes de criminalística e organizar o tráfego.

Depois de alguns minutos, a vítima foi encaminhada para o Instituto Médico Legal (IML). Marcos Antônio tinha 59 anos de idade.

Assista:

#Tragédia